Bruxa da Noite - Primos O'Dwyer - Nora Roberts - @editoraarqueiro

De uma das autoras mais queridas do mundo chega uma trilogia sobre a terra a que nos conectamos, a família que guardamos no coração e as pessoas que desejamos amar...
Com pais indiferentes, Iona Sheehan cresceu ansiando por carinho e aceitação. Com a avó materna, descobriu onde encontrar as duas coisas: numa terra de florestas exuberantes, lagos deslumbrantes e lendas centenárias – a Irlanda.
Mais precisamente no Condado de Mayo, onde o sangue e a magia de seus ancestrais atravessam gerações – e onde seu destino a espera.Iona chega à Irlanda sem nada além das orientações da avó, um otimismo sem fim e um talento inato para lidar com cavalos. Perto do encantador castelo onde ficará hospedada por uma semana, encontra a casa de seus primos Branna e Connor O’Dwyer, que a recebem de braços abertos em sua vida e em seu lar.
Quando arruma emprego nos estábulos locais, Iona conhece o dono do lugar, Boyle McGrath. Uma mistura de caubói, pirata e cavaleiro tribal, ele reúne três de suas maiores fantasias num único pacote.
Iona logo percebe que ali pode construir seu lar e ter a vida que sempre quis, mesmo que isso implique se apaixonar perdidamente pelo chefe. Mas as coisas não são tão perfeitas quanto parecem. Um antigo demônio que há muitos séculos ronda a família de Iona precisa ser derrotado.
Agora parentes e amigos vão brigar uns com os outros – e uns pelos outros – para manter viva a chama da esperança e do amor.
Que eu sou fã de carteirinha da Nora Roberts, todo mundo que acompanha o blog já deve saber... agora vê se eu posso resistir a uma trilogia novinha em folha, que se passa na Irlanda e tem foco em 3 primos que são bruxos... claro que eu não resisto, né??

Nora é uma máquina de escrever e o que mais me encanta na autora é que apesar de já ter lido dezenas de livros dela, os personagens são sempre diferentes, enredo totalmente novo e nada de ficar se repetindo, apesar da mulher seguir sempre a mesma fórmula de sucesso: Tema envolvente, personagens marcantes, romance quente e uma boa química entre os personagens...

Nessa trilogia, já fui arrebatada no primeiro livro... a narrativa começa em mil duzentos e bolinha e conta a história de Sorcha, a primeira bruxa da noite, que combate um verdadeiro demônio chamado Cabhan, que quer seu poder...

Sorcha é uma mulher forte, que para salvar seus filhos, divide seu poder entre eles com a esperança de que um dia, seu sangue possa derrotar Cabhan... muitos anos se passam, até nos tempos atuais, Iona, uma americana, que descende de Sorcha por parte de mãe, decide largar tudo e se mudar para a Irlanda...

Lá ela procura os dois primos Branna e Connor, e descobre que juntos estão destinados a cumprir o desejo de Sorcha e enfim destruir Cabhan...

Iona descende de Teagan, a filha de Sorcha que tinha um dom de se comunicar com cavalos... e por sempre ter trabalhado nessa área, é no haras de Boyle que ela consegue emprego e se apaixona perdidamente por seu chefe...

Boyle é um personagem muito complicado, duro, rabugento e nada romântico... grita ao vento quando está nervoso, o que acontece com bastante frequência, mas é um bom homem, um bom amigo e quando se apaixona é tudo o que Iona precisa...

Além dos 3 primos, outros personagens são indispensáveis para a batalha contra Cabhan, todos eles amigos desde a infância e conhecedores de todas as lendas antigas... Fin, sócio de Boyle, também tem poder, mas no caso dele esse poder vem de sua descendência do próprio Cabhan, por isso é visto com desconfiança por Branna... mas já é meu personagem favorito da trilogia... temos também Meara, que trabalha no haras e é a melhor amiga de Branna... e Boyle, que além de amigo dos primos, se torna par romântico de Iona...

Só posso recomendar a leitura dessa trilogia e tentar parar de escrever antes que fale algo que comprometa a história, mas espero que já tenha deixado você com um gostinho de quero mais, assim como eu estou pelos próximos livros da série...

Ah, se não bastasse esse ótimo enredo, o pano de fundo é a Irlanda... com ótimas descrições de paisagens, ruínas e vilas... me senti transportada...

Série -  Trilogia Primos O'Dwyer 
1. Bruxa da Noite (Dark Witch - 2013)
2. Shadow Spell (2014) - Ainda não publicado no Brasil
3. Blood Magick (2014) - Ainda não publicado no Brasil

Photobucket
Não deixem de participar do nosso POST PREMIADO:

6 comentários:

  1. Olááá,
    Gosto de tramas com bruxos, menos HP, vai saber. kkkk
    A Nora tem um jeitinho todo especial de escrever e esta nova trilogia me deixou curiosa e um tanto arrependida por não ter escolhido ela.
    Quer dizer que tem um descendente do lado mau da força que vc gostou? Isso é tão eu. haha
    Curiosa se todos sabem que podem ter "poderoso" à sua volta, tipo o Boyle sabe que está para se apaixonar por uma mulher com dons e que é sócio de outro?
    Acho que vou ter de aumentar a lista. =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani, essa série já me conquistou... e quanto a sua pergunta, ele e Meara sabem que os outros são bruxos sim... todos são amigos de infância, só Iona que apareceu agora, então eles sabem das lendas, e até já viram alguns dos poderes dos amigos...

      Beijos,

      Excluir
  2. Whtt?? Nora Roberts e Bruxos?? Quem diria... acho que leria, já que gosto desse tema, uma mistura de sobrenatural com romance (apesar que parece ter demais) e aventura parece ser uma boa pedida. Boa resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nora Roberts tem outros livros de magia como por exemplo os livros trilogia da magia, dançando no ar, entre o céu e a terra e enfrentando o fogo... Além dos da família Donovan de nora roberts cativado, fascinado e encantado todos de magia....São ótimos, vale a pena a leitura.

      Excluir
    2. Nora Roberts tem outros livros de magia como por exemplo os livros trilogia da magia, dançando no ar, entre o céu e a terra e enfrentando o fogo... Além dos da família Donovan de nora roberts cativado, fascinado e encantado todos de magia....São ótimos, vale a pena a leitura.

      Excluir
  3. Nora escreve em todos os gêneros né.
    Mas eu ainda prefiro os contemporâneos, esse lance sobrenatural não me agrada.
    Bj

    ResponderExcluir