Filme - Deus Não Está Morto

Fazia tempo que um filme não me fazia pensar tanto. 
Josh é um estudante cristão que acabou de entrar pra faculdade junto com sua namorada. Ele é muito crente em Deus e enxerga na religião o único caminho para ser feliz. 
Nas suas primeiras semanas de aulas, Josh frequenta a aula de Filosofia e acaba descobrindo que seu professor é ateu. Isso se torna um problema quando em sua primeira aula, o professor ordena que os estudantes escrevam em uma folha de papel que Deus Está Morto e usa de argumentos científicos para que todos pensem da mesma forma que ele. 
Josh se recusa a escrever isso e o professor o desafia a provar a existência de Deus diante dele e da turma toda com um seminário durante as aulas. 
Depois de pensar bem e até mesmo brigar com sua namorada, Josh aceita e se dedica a isso em tempo integral, motivado pela vontade de Deus que o orienta a seguir em frente. 
Juntamente com a história central, acontecem historias paralelas envolvendo outros alunos do campus e como é a perspectiva da fé na vida de cada um. No filme são abordados temas como: câncer, religião muçulmana, preconceitos e pontos de vista científicos (que Josh usa para rebater o argumento do professor, inclusive).
É um filme emocionante e mesmo pra quem é ateu, acredito que cause uma boa  reflexão. São apresentados vários argumentos científicos que provam existência de Deus, mas o mais legal desse filme é a mensagem que ele passa no final: cabe a você escolher se acredita ou não. 
O final do filme foi longe do que eu esperava e me surpreendeu muito, mas acho que se encaixou com o que foi proposto, mesmo sendo um choque.  
Ainda que você não seja religioso acredito que seja válido ver esse filme até mesmo para conhecer o outro lado (aquele cientifico, utilizando a razão) de Deus. 

Nota: 5,0

Photobucket

2 comentários:

  1. Esse filme é realmente incrível. Quando fui assistir, confesso que fui meio cética achando que seria mais um filme bobinho sobre religião. Mas o roteiro se mostrou bastante inteligente e a reviravolta na última apresentação do aluno é de arrepiar.
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Aline,
    Não faz meu tipo, mas gostei da resenha e de saber que o aluno corre atrás de provar que sua fé tem sentido. Triste que muita gente brigue por não aceitar a diversidade e crença alheia.

    ResponderExcluir