Daisy está na cidade - Rachel Gibson

Daisy Lee Monroe está de volta a Lovett, Texas, e depois de muitos anos descobriu que pouca coisa mudou. Sua irmã continua uma louca e sua mãe ainda tem flamingos de plástico rosa no quintal. E Jackson Lamott Parrish, o bad boy que ela havia deixado para trás, ainda é tão sexy quanto antes. Ela gostaria de poder evitar este homem em particular, mas ela não pode. Daisy tem algo a dizer para Jackson, e ela não vai a lugar nenhum até que ele escute.
Jackson aprendeu a lição sobre Daisy da maneira mais difícil, e agora a única palavra que ele está interessado em ouvir dos lábios vermelhos de Daisy é um adeus. Mas ela está surgindo em toda parte, e ele não acredita em coincidência. Parece que a única maneira de mantê-la quieta é com a boca, mas beijar Daisy já foi sua ruína no passado. Ele é forte o suficiente para resistir a ela agora? Forte o suficiente para vê-la sair da sua vida novamente? Ele é forte o suficiente para fazê-la ficar?




Daisy está na cidade (Daisy's back in town)
Autora: Rachel Gibson
Jardim de Livros (2015)
320 páginas


Daisy deixou Lovett há quinze anos e quando retorna vira o assunto dos conterrâneos. 

Jack não gostou nem um pouco da notícia, sua antiga paixão de volta. E traz consigo as piores emoções que ele tanto reprimiu.

A mocinha tem uma missão: revelar um segredo. Só esqueceu o quanto Jack pode ser teimoso.

Este é o livro um e adorei por poder ler de maneira mais detalhada sobre a irmã de Daisy, a Lily Maluca que protagoniza o segundo volume.

Rachel Gibson tem uma escrita rápida, ágil, com tiradas de humor que arrancam risadas, momentos calientes que lhe deixam sem fôlego, teimosia elevada ao quadrado.

Aos poucos ela desnuda o antes e o depois do casal. 

Gosto quando a autora nos mostra a adolescência deles, podemos enxergar o quanto mudaram.

Daisy de líder de torcida agora é fotógrafa e já nesse quesito ganhou pontos. O Jack de simples mecânico agora é empresário.

Jack sempre galanteador, jogador de futebol (que teve de largar para ajudar na oficina do pai). Um jovem que teve de amadurecer rápido e mal levou um choque tem outro susto. Não posso culpá-lo por guardar raiva e mágoa de Daisy.

Daisy por sua vez sente-se mal por ter guardado segredo, quer acertar tudo e seguir com sua vida.

Mas teimosia vai, procrastinação vem, farpas vão, beijos vêm e o destino que se encarrega de revelar o que ela tanto guardou.

E gente essa cena foi tipo "BUM". Dá para imaginar o Jack maquinando, organizando os pensamentos, o choque, o susto, a negação, o momento Eureca.

O irmão do Jack, ah merecia um livro. O Billy é maluco por carros tanto quanto Jack e acompanha um programa de TV no qual fazem reformas malucas em veículos. 

Ah as consequências... explosivas, ácidas, necessárias e compreensíveis.

Mais uma vez gostei dos principais, os secundários têm sua importância. A Louella é o tipo de mãe mais comum: preocupada com a opinião alheia. Pippen é um garotinho meio maluquinho, mas também pudera é filho da Lily. Lily por sua vez quando aparece rouba a cena.

É um livro que indico para quem gosta de um chicklit, com cenas apimentadas, vai fazer você rir e terminar sorrindo e querendo um pouco mais.


Série Lovett, Texas:

1. Daisy está na cidade
2. Maluca por você
3. Rescue me
4. Run to you
5. I do!

Nota (0-5): 4,5


8 comentários:

Deixe seu comentário