A Rainha Normanda - Patricia Bracewell

Em 1002, Emma da Normandia, uma nobre de apenas 15 anos, atravessa o Mar Estreito para se casar. O homem destinado a ser seu marido é o poderoso rei da Inglaterra, Æthelred II, muito mais velho que ela e já pai de vários filhos. A primeira vez que ela o vê é à porta da catedral, no dia da cerimônia. Assim, de uma hora para outra, Emma se torna parte de uma corte traiçoeira, presa a um marido temperamental e bruto, que não confia nela. Além disso, está cercada de enteados que se ressentem de sua presença e é obrigada a lidar com uma rival muito envolvente que cobiça tanto seu marido quanto sua coroa. Determinada a vencer seus adversários, Emma forja alianças com pessoas influentes na corte e conquista a afeição do povo inglês. Mas o despertar de seu amor por um homem que não é seu marido e a iminente ameaça de uma invasão viking colocam em perigo sua posição como rainha e sua própria vida. Baseado em acontecimentos reais registrados na Crônica Anglo-saxã, A rainha normanda conduz o leitor por um período histórico fascinante e esquecido, no qual fantasmas vigiam os salões do poder, a mão de Deus está presente em cada ação e a morte é uma ameaça sempre à espreita.
Governando na época compreendida entre o rei Artur e a rainha Elisabeth I, a rainha Emma é uma heroína inesquecível cuja luta para encontrar seu lugar no mundo continua fascinante até hoje.
Esse livro me conquistou de uma maneira única, é baseado na história real de Emma, a primeira rainha Normanda da Inglaterra, ela se casou com dois reis e foi uma mulher muito esperta e a frente de seu tempo...

Nesse primeiro livro, a história começa em 1001 na Normandia, quando Emma, uma jovem de apenas 15 anos é dada como esposa pelo irmão, o duque da Normandia, para Æthelred II, o rei da Inglaterra... um homem muito mais velho, que acaba de ficar viúvo e já tem vários filhos, sendo o mais velho, Athelstan, um rapaz já mais velho que Emma...

Emma aceita seu destino, como era o esperado de uma jovem de sua época, mas desde o começo é tratada como uma prostituta por todos os nobres ingleses, inclusive o rei que não lhe mostra o menor respeito, apesar de tê-la tornado sua rainha... o rei é um homem bruto no leito, um homem fraco e desconfiado, que teme tudo e todos, principalmente os próprios filhos que podem lhe tomar o poder, e logo nos vemos mergulhados numa trama de intrigas da corte, onde qualquer passo em falso pode causar a morte de Emma...

Emma não é uma jovem inocente e cheia de sonhos, ela é uma moça que sabe seu lugar e vai exigir respeito do seu marido, é consciente de que enquanto não conseguir gerar um filho, pode ser posta de lado pelo marido... mas sem pedir licença ela se apaixona pela pessoa mais proibida da face da terra e tem seu amor correspondido...

Eu estou encantada com essa personagem, suas desventuras e torcendo para que ela seja feliz... sua história retrata bem as condições de vida e as manobras de uma corte interesseira e nobres mesquinhos, que usam a todos para obter seus objetivos, tudo é um jogo de poder... e a jovem Emma precisa aprender a viver nesse meio e garantir seu lugar, sua vida e a vida dos seus...

Quem gosta de história e de livros com mulheres fortes, esse sem dúvida é um livro que deve ser lido... há muito tempo eu não me sentia tão envolvida com uma história, é aquele tipo de livro que te puxa para as páginas e você não consegue largar... e mesmo depois de terminar, ainda fica um bom tempo pensando na história...

Nota (0-5): 5






Photobucket

6 comentários:

  1. Nossa, adorei! Não conhecia o livro, mas adoro personagens femininas fortes, ainda mais se passando na corte inglesa haha

    Beijos
    Arrastando as Alpargatas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafaela, se você gosta do estilo... corre pra ler... é maravilhoso!!!

      beijos,

      Excluir
  2. Dé, já adorei! Sinto que é tão ou mais forte/pesado que Outlander, mas a história é real e as rainhas naquele tempo sofriam muito...
    Mas tenho curiosidade, sim, de ler. :D

    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mika, não é tão forte quanto aquela passagem do Jamie, mas aqui a história é bem real... Emma não é uma mocinha sonhadora, que espera um príncipe encantado ou mesmo amor... logo ela percebe que tudo se resume a estratégias, segredos e aparências... eu fiquei obcecada com a história e não conseguia parar de ler... acho que você vai gostar.

      beijos,

      Excluir
  3. Oi Dé,
    Essa capa é esplêndida com esse lindo azul. kkk
    No entanto eu não leria.... histórias com fatos reais não é minha praia... E só de imaginar esses casamentos de interesse com um rei estúpido só piora tudo. Não sabia que o livro é parte de série.... Interessante.
    Espero que sua torcida tenha resultado positivo e Emma seja feliz no fim das contas. =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena Dani... infelizmente no passado as coisas não eram muito boas para nós mulheres, mas eu sempre gosto de ler histórias sobre mulheres fortes que fizeram a diferença em suas vidas... =D

      beijos,

      Excluir