As Aventuras de Tom Sawyer - Mark Twain

Tom Sawyer, um menino órfão, e seu grande amigo criam tantas aventuras quanto uma criança pode imaginar. No entanto, algumas de suas brincadeiras os conduzem a situações verdadeiramente perigosas, e Tom Sawyer se depara com o fortalecimento da amizade e a descoberta do amor. Muito mais que um simples livro de aventuras, é um romance sobre a difícil transição da infância para a fase adulta. Além disso, Mark Twain pontua as singelas estripulias de Tom com suas críticas a respeito da natureza humana e da hipocrisia da sociedade, o que faz com que a obra não seja destinada apenas a meninos e meninas, mas também a homens e mulheres. 

O livro As Aventuras de Tom Sawyer foi mais uma surpresa para mim. Apesar de ser um livro escrito para crianças, o próprio autor nos diz no prefácio para não termos preconceito porque isso não nos impede de que adultos se identifiquem com as aventuras narradas nesse livro também.

Logo nos primeiros capítulos vamos conhecer o personagem título. Tom é um garotinho que perdeu os pais e que vive junto com sua Tia Polly, seu irmão Sid e sua prima Mary em uma pequena aldeia.

Ele é o típico menino preguiçoso, que só quer saber de se divertir e aprontar e não está nem ai para a escola e para as orações e a igreja (que era um costume da aldeia onde morava). Tom é o personagem mais ingênuo que eu já tive a oportunidade de conhecer. Ele apronta cada uma com a sua tia! E a probrezinha sempre o perdoa, sempre caindo na lábia do menino que ela ama mais do que tudo no mundo.

O livro então vai narrar algumas das aventuras de Tom... Desde as suas brigas com os colegas da escola, a sua namoradinha e os seus sofrimentos pelo primeiro amor, as suas brincadeiras reais e imaginárias e até mesmo o dia em que ele e mais dois amigos resolvem fugir de casa e viver como piratas em uma ilha deserta!

Dei boas gargalhadas com esse livro e me identifiquei muito com Tom, Ele é o tipo de personagem que nos cativa do inicio ao fim.

O narrador também é uma peça fundamental para que gostemos da história. Em toda a sua narração, ele interage com o leitor e tenta justificar as atitudes do garoto e assim, protegê-lo de um mal julgamento.. Achei incrível esse jeito como o narrador parece ser um amigo, alguém que conta a história da melhor maneira possível.

Pesquisando um pouco, descobre que o personagem Sawyer da série Lost, se auto intitula com esse nome, por causa desse livro. Porque na série ele é um vigarista que apronta aos montes com todos, igual o Tom nesse livro.

Esse livro é um clássico e entrou pra minha lista de preferidos e assim como o autor, eu indico esse livro para qualquer pessoa que esteja procurando algo leve, rápido e divertido. 

Nota: 5,0.
Photobucket

0 comentários:

Deixe seu comentário