O príncipe dos canalhas - Loretta Chase

Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent...
Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.
Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.
Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.
Li esse livro em uma versão traduzida por fãs em 2012, quando nem imaginava que uma editora brasileira fosse publicar meus tão queridos livros de época, e vocês não imaginam minha felicidade quando coloquei as mãos nesse livro que havia gostado tanto...

Naquela época já havia feito uma resenha desse livro, então hoje vou republicá-la com várias melhorias, frutos de uma relida na obra...

O livro é ótimo, cheio de romance, com situações engraçadas e bastante inusitadas... e ainda tem um toque picante que é para qualquer leitora não botar defeito... para quem gosta de mocinhos sofridos e um bom canalha esse livro é um prato cheio pois reúne as duas coisas num belo pacote ítalo-britânico...

Sebastian teve uma infância muito difícil, sempre o fizeram acreditar que era muito feio, um monstro desengonçado... sua mãe o abandonou junto ao pai quando ele tinha oito anos... e o pai nunca quis saber de sua existência e o mandou para um colégio interno... aprendeu muito cedo a não demonstrar seus sentimentos e com o tempo simplesmente parou de se importar...

Se tornou um verdadeiro canalha, um homem devasso, orgulhoso em causar escândalo... mas apesar de toda essa "estampa", tem seus escrúpulos e nunca se envolveu com nenhuma dama... isso muda quando Jessica vai a Paris tentar salvar seu irmão do mundo em que se meteu...

Bertram Trent é um jovem burro e influenciável que tem Lorde Dain (Sebastian) como um ídolo e o acompanha como um cachorrinho, bebendo até cair e contraindo muitas dívidas... preocupada com essa situação Jessica viaja atrás do irmão...

Logo conhece Dain e se encanta com o homem, mesmo sabendo de sua reputação e o mesmo parece acontecer com o nobre... mas a situação dos dois é totalmente incomum, Jessica é uma mulher que não tem medo de nada e nem de ninguém, segura de si e muito liberal para a época, logo se torna uma obsessão para Dain que não consegue deixar de tentar irritá-la ou escandalizá-la...

Os dois brigam como cão e gato, e o ar solta faíscas ao redor... um não consegue viver sem provocar o outro e isso torna o livro delicioso... durante toda a leitura eu não soube se tinha vontade de bater ou pegar Dain no colo de tão fofo e irritante que ele era ao mesmo tempo... 

Sem dúvidas Dain e Jessica formam um casal difícil de esquecer... em minhas pesquisas, consta que ele é o terceiro da série, mas li sem nenhuma dificuldade... pois aparentemente as histórias são independentes, espero que logo a editora Arqueiro lance os demais livros.

Série "Canalhas":
1 - The Lion's Daughter
2 - Captives of the Night
3 - Lord of Scoundrels (O príncipe dos Canalhas)
4 - "The Mad Earl's Bride" - Conto
5 - The Last Hellion

Nota (0-5): 5






Photobucket

2 comentários:

  1. Dé,
    Li e se pudesse teria sido num dia só. kkkk
    Dain é o tipo de personagem que dá gosto de acompanhar e quando a Jéssica aparece, não há salvação. Me perdi na leitura de tão cativante que foi. O casal que se atrai, mas resiste e ao mesmo tempo mantém diálogos interessantes.
    Gostei demais da escrita da Loretta foi primeiro contato e garanto que preciso de outros mais. =)

    ResponderExcluir
  2. Oi Débora, não sabia dos outros livros, na verdade nem sabia que era séria, mas você disse a verdade, esta história é completa e não tem problema em não ler os outros livros. O casal é uma delícia e ri muito em alguns diálogos. terminei a leitura já com vontade de reler de novo.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir