A Lista – Cecelia Ahern

Sinopse: Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente. Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira. Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.





Todos nós cometemos erros. E cabe a nós decidir qual é o espaço que eles ocuparão em nossas vidas.








Posso dizer com todas as letras que Cecelia Ahern, sem sombra de dúvida, construiu uma trama excepcional e nela é possível extrair lições e reflexões para o nosso eu interior, fazendo pensar sobre como nossas ações podem afetar as outras pessoas e nos lembram que: todos nós temos uma história para contar.

Kitty Logan. 32 anos. Jornalista. Tem dois empregos. Vive com namorado e tem três melhores amigos... em instantes a vida de Kitty irá virar de ponta cabeça.

Kitty Logan. 32 anos. Perdeu o emprego no canal de televisão Thirty Minutes e a revista Etcetera para qual escreve algumas matérias, está começando a veta-la. Uma de suas melhores amigas e também diretora chefe da Etcetera, Constance, está morrendo em decorrência de um câncer. Seu melhor amigo está aborrecido com algumas coisas que ela anda fazendo. Seu namorado simplesmente fugiu, levando grande parte das coisas com ele. E todo dia quando a pobre Kitty chega em casa, se depara com pichações de palavrões em sua porta como também fogos de artificio durante a noite.

O que aconteceu foi que armaram para Kitty e a jornalista acabou publicando uma matéria com informação falsa, resultando em um grande constrangimento para a vítima da matéria e uma bela visita na justiça, sem contar que a informação do erro de Kitty ganhou grande repercussão na mídia.

Com tudo dando errado na vida de Kitty, parece impossível algo resgatar a jornalista desse verdadeiro poço de tragédias. Porém Constance, antes de partir, deixa com Kitty uma lista com cem nomes. Infelizmente não deu tempo da amiga dizer a Kitty sobre o que se tratava a matéria e qual a ligação entre àquelas pessoas.

Não havia nenhum resumo, sinopse ou qualquer outra coisa que explicasse quem eram essas pessoas ou de que se tratava a história. Kitty olhou dentro do envelope, procurando algo a mais, porém não encontrou nada.

No final das contas, a Etcetera permite que Kitty lidere essa matéria, e provavelmente será a última. Então nossa protagonista se agarra com todas as forças e vai em busca dessas cem pessoas para ter uma chance de salvar sua carreira e honrar o nome da sua amiga.

Esse foi o primeiro contato que tive com a autora, não li os livros anteriores, apenas assistir aos filmes. Cecilia tem a escrita leve, o que facilita a leitura e faz com que você passe as páginas sem nem notar. A diagramação foi nota mil e vale lembrar que os capítulos são um tanto curtos, o que eu particularmente adorei, pois acredito que facilita a leitura.

Então é isso pessoal, recomendo esse livro para você que gosta de drama, aquela comedia que fica nas entrelinhas (nada em excesso), e é bom ressaltar que o romance não predomina nesse livro, são pouquíssimas partes que fala sobre as paixões de Kitty.

Cem nomes... cem pessoas.
Kitty Logan herda uma lista e a missão de contar uma história.



Classificação: 5







Photobucket

4 comentários:

  1. eu ja li, mas sabe aquela história que te marca que você não consegue expressar bem em palavras?
    se pararmos pra analisar é um enredo mais simples, mas talvez o mais significativo da autora, ao trabalhar essa lista interminável de histórias ela nos mostra como cada um é especial! me peguei chorando em alguns momentos, rindo em outros, mas com certeza é um livro que recomendo!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thalia!
      Você falou uma coisa certa agora, cada capitulo era um sentimento diferente que o livro me passava. Alguns momentos com pena da Kitty, outro morria de rir com ela, e assim por diante.. é um enredo com uma história simples, porém carregada de uma complexidade de reflexões!

      Excluir
  2. Oi Leonardo.
    Estou lendo esse livro no momento e acredito que vou encontrar de dificuldade pra expressar tudo o que essa história proporciona.
    Também é meu primeiro contato com a autora e estou encantada.

    Beijos
    Leituras da Paty




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paty!

      Num é, mulher? Eu asseguro que não tem como encontrar palavras para expressar o que o livro realmente transmite, só lendo para saber mesmo! Tinha um certo receio de começar a ler esse livro justamente porque era o meu primeiro contato e ia vim cheio de expectativas, mas acabou superando-as.

      Bjs

      Excluir