O Resgate no Mar - parte 1 - Diana Gabaldon

Editora: Saída de Emergência
592 páginas
Série Outlander
Original:Voyager
Sinopse:Há vinte anos Claire Randall voltou no tempo e encontrou o amor da sua vida – Jamie Fraser, um escocês do século XVIII. Mas, desde que voltara à sua própria época, ela pensava que ele tinha sido morto na Batalha de Culloden. Agora, em 1968, que seu amado pode estar vivo. A memória do guerreiro escocês não a abandona... seu corpo e sua alma chamam por ele em seus sonhos. Claire terá que fazer uma escolha: voltar para Jamie ou ficar com Brianna, a filha dos dois?Jamie, por sua vez, está perdido. Os ingleses se recusaram a matá-lo depois de sufocarem a revolta de que ele fazia parte. Longe de sua amada e em meio a um país devastado pela guerra e pela fome, o rapaz precisa retomar sua vida.As intrigas ficam cada vez mais perigosas e, à medida, que tempo e espaço se misturam, Claire e Jamie têm que encontrar a força e a coragem necessárias para enfrentar o desconhecido. Nesta viagem audaciosa, será que eles vão conseguir se reencontrar?
Ai, ai, o que se pode dizer da série Outlander? A Diana Gabaldon sabe que tem os nossos corações nas mãos e brinca com ele.... E continuamos adorando a história!

Depois de separar Claire e Jamie através das fronteiras do tempo (e por 20 anos nas suas respectivas épocas), metade de O Resgate no Mar consiste em Claire investigando como foi a vida de Jamie depois da separação em Craig na Duhn e, com a ajuda do historiador Roger Wakefield e de sua filha Brianna, descobrindo uma maneira de voltar e reencontrar o escocês.

Mas como doeu meu coração ver as vidas de Claire e Jamie seguirem separadamente por tanto tempo, passando por situações complicadas e algumas de enfurecer os fãs do casal. Mas quando o reencontro acontece (é meio que óbvio que vai acontecer né, então não é bem um spoiler), é tudo tão simples e tão lindo. Por isso, Outlander é uma das melhores séries que já li, porque é tudo escrito com um cuidado tão grande com a verosssimilhança e ao mesmo tempo com um sentimento profundo que casa muito bem com os épicos.


Sempre as melhores citações no começo do livro.


Depois de 20 anos, a vida de Jamie na Escócia mudou bastante. Mas aventura, perigos e muita tensão são coisas que nunca faltam, algo que Claire vai ter que voltar a lidar.

A decisão da editora de dividir esse livro em dois foi bastante acertada. Muita gente reclamou, mas, sério, ler (e comprar) um livro com mais de 1000 páginas não é tão prático assim. No meio da minha rotina corrida, adorei a divisão em duas partes. Sem falar que o corte não foi muito brusco e a história ainda ficou coerente. Só falta lançar logo a parte 2, Saída de Emergência :)

Então, nem precisa dizer, né? Adooro Outlander, adoro Claire e Jamie e adoro tanto que cada provação e aventura já deixam meu coração aflito. Essa 1° parte é mais leve que o livro anterior, mas já é cheia de intrigas e acontecimentos que tenho certeza que vão causar muita confusão na 2° parte.

Se você já se apaixonou por esse que eu já considero um clássico, não deixe de ler O Resgate no Mar. Se você ainda não leu, o que esta esperando? É uma das sagas mais bem escritas do gênero.

Obs.: Em uma cena que Jamie discute literatura com outro personagem, Diana Gabaldon faz uma referência ao próprio livro, numa metalinguagem. Quando o a pessoa pergunta sobre a necessidade de livros enormes, Jamie fala que alguns são, de fato, apenas para encher páginas, enquanto outros realmente necessitam de muitas páginas para poder contar devidamente a história dos personagens. E isso é, realmente, a saga de enorme livros de Outlander. 

A viajante do tempo
- A libélula no âmbar
- Resgate no Mar 
- Tambores de Outono 
- A Cruz de fogo 
- Um sopro de neve e cinzas 
- Ecos do futuro 
- Written In My Own Heart’s Blood 

Avaliação (de 0 a 5): 5,0




Photobucket

2 comentários:

  1. Ah, essa série é maravilhosa... não tem como não amar esse casal... fiquei tão triste em ver como eles levaram a vida separados...
    Agora posso te falar?? Detesto a Brianna...kkkk

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei arrasada nessa parte, Dé! Como a Diana Gabaldon faz isso com a gente?
      Eu não gostava da Brianna no livro anterior, mas nesse ela tá melhorzinha. Acho que é porque endeusam demais a menina.

      Bjs!

      Excluir