Zac e Mia - A. J. Betts

Zac e Mia - A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia - bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso.
No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela.
Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente.
Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam tanto um do outro?
Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é a história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias.

Mais do que um romance adolescente. Um livro encantador que me fez tirar algumas lições sobre superação, coragem e me fez repensar o modo como venho encarando os meus problemas. Acredito que livro bom é assim: quando conseguimos tirar dele algo que iremos levar para a vida toda.

O livro vai nos contar a história de dois jovens que estão enfrentando o câncer. Zac tem leucemia e Mia tem um tipo de câncer que afeta os ossos em uma das pernas (o osteosarcoma). Os dois se conhecem no hospital quando Zac está se recuperando de um transplante de medula que fez recentemente e sem menos esperar um novo paciente é instalado no quarto ao lado do seu. É Mia, uma garota linda de 17 anos. Ela sofre muito no começo por não aceitar e não entender o câncer. Por ter sido sempre a filha mimada, a garota mais popular do colégio e ter o namorado e os amigos perfeitos, para ela é difícil pensar que isso pode acabar mudando de um dia para o outro.

A história começa a ter um rumo mais interessante quando os dois começam a se conhecer melhor através do Facebook, e é ai que Zac e Mia começam a criar um relacionamento mais íntimo.

O livro é narrado pelos dois protagonistas, o que sempre agrega valor para a história, pois conseguimos entender o ponto de vista de cada um sobre tudo o que acontece e como um fato ou consequência afeta de maneira diferente ambos os personagens.

Zac e Mia são opostos. Ele é uma pessoa positiva, sempre pra cima, é engraçado e já passou por tantos momentos ruins em sua vida que luta muito para conseguir estar vivo (é o meu personagem favorito desse livro). Ela é aquela garota fútil que está mais preocupada com a aparência e com status do que com amizades verdadeiras. Mas ela me surpreendeu. Não pensei que ela fosse amadurecer tanto ao longo da história.

Repito: esse livro é mais do que um romance adolescente que fala sobre o tema câncer. Diferente de outros livros que li com a mesma premissa, Zac e Mia tem um foco na superação, na fé e na coragem para se enfrentar essa doença tão ingrata que é o câncer. O romance é lindo, é cativante, mas não é o que mais chama atenção nesse livro. Foi o que me fez gostar tanto desse livro.

Eu não costumo comentar muito sobre as capas dos livros em minhas resenhas, mas dessa eu não poderia deixar de falar. Não gostei nem um pouco. Não é uma capa que me chamaria atenção se eu estivesse em uma livraria, por exemplo. Eu gosto de pensar que se a história é boa, pouco importa se a capa é bonita ou feita. Mas com certeza, uma capa bem elaborada, chamativa na medida certa, agrega um certo valor ao livro. 

Nota: 4,0. 



Não deixe de participar do nosso top comentarista do mês

4 comentários:

  1. Realmente essa capa é meio estranha... se fosse julgar o livro por ela, eu não compraria.
    Eu já havia gostado da premissa e anotei esse livro pra ler algum dia.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Eu não sabia do que esse livro se tratava, chamou muito a minha atenção! Adorei, preciso ler imediatamente!

    ResponderExcluir
  3. Aline!
    É mais um sick lit estilo A Culpa é das estrelas?
    Na verdade nem li ainda, mas achei a premissa parecida.
    De qualquer forma, se foca na recuperação, deve ser intrigante, porque o câncer não é uma doença fácil...
    “Creio no riso e nas lágrimas como antídotos contra o ódio e o terror.”(Charles Chaplin)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  4. Oie
    Eu estou evitando dramas ligados a essa doença ultimamente já que perdi uma pessoa querida pra ela há menos de 2 meses.Mas a fé e o jeito como os dois lidam com essa situação deve ser bem emocionante.E é bom ver esses personagens que amadurecem suas atitudes ao longo da história.

    ResponderExcluir