Conheça a lenda das Amazonas em A Irmandade Perdida de Anne Fortier

Diana Morgan é professora da renomada Universidade de Oxford. Especialista em mitologia grega, tem verdadeira obsessão pelo assunto desde a infância, quando sua excêntrica avó alegou ser uma amazona – e desapareceu sem deixar vestígios.
No mundo acadêmico, a fixação de Diana pelas amazonas é motivo de piada, porém ela acaba recebendo uma oferta irrecusável de uma misteriosa instituição. Financiada pela Fundação Skolsky, a pesquisadora viaja para o norte da África, onde conhece Nick Barrán, um homem enigmático que a guia até um templo recém-encontrado, encoberto há 3 mil anos pela areia do deserto.
Com a ajuda de um caderno deixado pela avó, Diana começa a decifrar as estranhas inscrições registradas no templo e logo encontra o nome de Mirina, a primeira rainha amazona. Na Idade do Bronze, ela atravessou o Mediterrâneo em uma tentativa heroica de libertar suas irmãs, sequestradas por piratas gregos.
Seguindo os rastros dessas guerreiras, Diana e Nick se lançam em uma jornada em busca da verdade por trás do mito – algo capaz de mudar suas vidas, mas também de despertar a ganância de colecionadores de arte dispostos a tudo para pôr as mãos no lendário Tesouro das Amazonas.
Entrelaçando passado e presente e percorrendo Inglaterra, Argélia, Grécia e as ruínas de Troia, A irmandade perdida é uma aventura apaixonante sobre duas mulheres separadas por milênios, mas com uma luta em comum: manter vivas as amazonas e preservar seu legado para a humanidade.
Um livro que recria a história das temidas amazonas, se fosse definir o livro em uma frase seria essa. se fosse em uma palavra, seria fantástico!!

A história é contada em duas frentes, uma no passado, narrado por Mirina, a mulher que originou as amazonas, e outra no presente, narrado por Diana, uma possível descendente das amazonas, uma mulher acadêmica que acredita com todas as forças que as amazonas foram reais e não fruto apenas de uma lenda.

Mirina é fascinante, de longe minha personagem favorita, o livro conta toda a sua trajetória de vida, suas lutas, seus desilusões e principalmente sua coragem... é a primeira protagonista negra que eu me lembro de ter lido, um fato bem curioso, afinal com tantas mulheres negras, porque esse foi o primeiro? Me fez pensar...

Diana, protagonista do presente me deixou um tanto irritada com sua inocência, foi difícil não comparar as duas mulheres e seus destinos...

Bem, mas uma das coisas que mais gostei do livro é que a autora reescreve a história de uma das maiores guerras da mitologia e a vida de seus personagens, A Guerra de Tróia... e a recontagem me pareceu tão genial e tão possível que em alguns momentos eu me peguei pensando se aquilo não teria realmente acontecido...

Não é necessário ser um grande conhecedor de mitologia pra entender todos os desdobramentos e situações citados pela autora, mas para aqueles que gostam de mitologia, com certeza esse livro é indispensável.

Isso sem falar nos dois homens que fazem par com nossas heroínas, foi impossível escolher o mais apaixonante... Tão parecidos, ambos príncipes de certa forma, e com destinos diferentes...

Sem dúvida alguma, esse é um livro marcante.

Avaliação (de 0 a 5):


Photobucket

Não deixe de participar do nosso top comentarista do mês

6 comentários:

  1. Já tinha visto a capa do livro, mas não sabia do que se trata a história, e depois de ler essa resenha incrível, fiquei morrendo de vontade de ler o livro. Nunca li nenhuma história sobre mitologia, e isso me chamou bastante atenção, tenho certeza que vou amar essa leitura.

    ResponderExcluir
  2. Pelo nome do livro eu achei que a estória do livro fosse sobre outra coisa, eu achei a capa muito bonita,primeira vez que leio a sinopse desse livro,eu achei a estória interessante,apesar de não ter certeza se irei gostar eu tenho muita vontade de ler. Parece ser um livro bom e pretendo futuramente lê-lo.

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada da autora, mas ja tinha visto o livro, a estória do livro parece muito boa, nunca li nada sobre o assunto abordado no livro. Mas ainda tenho duvidas se leria ele ou não

    ResponderExcluir
  4. Ai Débora1
    Adoro mitologia e já fiquei aqui me coçando para poder apreciar a leitura desse livro, ainda mais com 2 pares azarando a protagonista, bom demais.
    “Sem a música, a vida seria um erro.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  5. Eu quero muito ler esse livro e depois de ler sua resenha com diversos comentários positivos referentes a ele, fiquei mais ansiosa ainda, parece ser ótimo e fantástico, como foi citado por você na resenha.

    ResponderExcluir
  6. Olá!!
    Essa historia tem tudo pra mim agradar, esse livro eu compraria só pela capa que capa encantadora e fico feliz em saber que não em decepcionaria, a historia é fascinante e nessa perspectivava de conter a historia das suas peonagens uma no passado e a outra no presente quero muito ler mesmo.
    Bjocas!!

    ResponderExcluir