Apaixone-se em O bangalô, Sarah Jio

Verão de 1942. Anne tem tudo o que uma garota de sua idade almeja: família e noivo bem-sucedidos.
No entanto, ela não se sente feliz com o rumo que sua vida está tomando. Recém-formada em enfermagem e vivendo em um mundo devastado pelos horrores da Segunda Guerra Mundial, Anne, juntamente com sua melhor amiga, decide se alistar para servir seu país como enfermeira em Bora Bora. 
Lá ela se depara com outra realidade, uma vida simples e responsabilidades que não estava acostumada. Mas, também, conhece o verdadeiro amor nos braços de Westry, um soldado sensível e carinhoso.
O esconderijo de amor de Anne e Westry é um bangalô abandonado, e eles vivem os melhores momentos de suas vidas... Até testemunharem um assassinato brutal nos arredores do bangalô que mudará o rumo desta história.
A ilha, de alguma forma, transforma a vida das pessoas, e este livro certamente transformará você.

O bangalô (The bungalow)
Autora: Sarah Jio
Editora Novo Conceito (2015)
320 páginas



Ah! Sarah Jio! 

Depois de me encantar com "Neve na Primavera"não resisti a este lançamento.

Anne Calloway é uma jovem de vinte e um anos que acabou de pegar seu certificado de enfermagem. 

No fundo do coração ela sente-se errada por estar emmeio a preparativos de casamento,uma festa de noivado. Ela teme ser como sua mãe que preocupa-se apenas em conferir revistas de moda e acompanhar desfiles.

Mas ela gosta de Gerard... ele é um bom partido, mas será que ela não o amaria mais se ele fosse à guerra?

Eu fiquei espantada com este pensamento da mocinha,mas dá para entender. Ela quer fazer a diferença e deseja que o noivofaça o mesmo, afinal seus amigos foram recrutados.

Mas nem assim ela toma a decisão...

isso cabe a Kitty, sua melhor amiga, durante a festa de noivado elaconta que vai para Bora Bora.

Anne agarra a chance, afinal não pode deixar a amiga ir só. Ou estaria fugindo da verdade?

O certo é que as duas embarcam nessa viagem e passarão por tantas situações difíceis, mas enquanto a amizade delas vai mudando, Anne descobre o verdadeiro amor.

Sempre querendo fazer o certo ela vai se envolver numa situação delicada que mexe com seus princípios. Fazer o certo ou não?

A história é contada anos depois por Anne à sua neta Jennifer, após esta entregar-lhe uma carta de uma pesquisadora.

Ah e se o que Anne relata já comovente o que o destino reservou é ainda melhor.

Com personagens bens construídos e carismáticos; além de antagonistas que nos deixam bastante bravos.

Anne é gentil e calma, contrasta com Kitty que é mais festeira e espevitada. Gerard tão calmo e indiferente ao que ocorre fora de Seattle e Westry que apesar dos horrores que está pronto a enfrentar mantêm o dever balanceado com seus hobbys (ele sempre que pode lê.)

Ao longo da leitura os personagens amadurecem, uns para o bem, outros para o mal. E Anne ainda terá que lidar com algumas novidades além de seu coração.

Um romance com cenário devastador além da paradisíaca Bora Bora, no qual amizades serão postas à prova,esperança e amor lutarão por um espaço e que ainda assim terá nuvens de tristezas,além de um crime que mexe com os mocinhos e conosco ao ler.

Sarah Jio criou uma atmosfera acolhedora e aconchegante no bangalô, a ponto de levarmos uns sustos quando a realidade atinge os personagens.

Se você tem dúvida sobre ler,deixe de lado e embarque num romance que vai encher seu coração de esperanças, um pouco de turbulências,umas incertezas, alguma raiva,mas que no fim amarra as pontas e nos deixa felizes com o desfecho.

Nota (0-5): 4,5





Não deixe de participar do nosso top comentarista do mês

3 comentários:

  1. Gosto muito de livros que acontecem na guerra, ou pós guerra, tem sempre muitas mensagens edificantes! Esse parece ser um bom livro, vou ver se consigo ler depois!
    ---Quando sai o resultado do top comentarista de Dezembro?

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia a autora, mas gostei da sinopse! Uma história com uma mocinha diferente e menos clichê é muito bom .Gosto muito de livros com cenário de guerra!
    Adorei a resenha!
    Bjus *-*

    ResponderExcluir
  3. Oi Danielle, tudo bem?
    'mas será que ela não o amaria mais se ele fosse à guerra?' wow, essa frase me chamou a atenção, esse livro parece ser bem intenso.
    Nunca canso de falar que amo livros em que podemos acompanhar o amadurecimento dos personagens, e pela sua resenha percebi que o livro passa vários sentimentos, adorei.
    Beijos
    Lost Words

    ResponderExcluir