Crítica: Creed


Se você vai assistir Creed e acha que vai ver apenas mais um filme do Rocky, você esta totalmente enganado. Eis que surge o diretor Ryan Cogler trazendo uma ideia diferente para a franquia e de volta o espirito emocionante que vimos durante quase toda a franquia. Após ter deixado seu legado no mundo dos cinemas, o Garanhão Italiano irá treinar e dar espaço para Adonis; filho do ex-campeão mundial de boxe Apollo Creed, este último um antigo rival e amigo de Balboa. Donnie (apelido do protagonista) terá que sair da sombra de dois grandes ídolos do esporte e mostrar que pode deixar também o seu legado para o mundo do boxe.

No quesito atuação devemos parabenizar Michael B. Jordan e Sylvester Stallone, que nos entregam interpretações belíssimas. Michael mostra toda a precisão necessária para o Adonis e uma performance corajosa, que não está nem um pouco preocupada com a tradição e legado deixada pelo seu treinador. Já Sylvester Stallone nos entrega uma atuação de forma memorável e digna de ter ganho o Globo de Ouro, uma das melhores atuações de toda a sua carreira. Jordan e Sly nos mostram que não existe luta apenas no ringue, mas também na nossa vida.


Ryan Coogler dirige todo o filme com grande competência, precisão e agilidade. Usando das mais variadas técnicas, cada cena fica marcada pela sua originalidade e filmada com um estilo diferente, mostrando para o espectador que nem toda a luta é igual. Coogler mostra em Creed que sabe dosar muito bem as emoções dentro do filme, e você consegue perceber isso facilmente quando todo o cinema rir, chora e torce junto a cada sequência, e cá entre nós não é uma coisa muito fácil de se fazer. Coogler insere o espectador de maneira original no filme, em particular nas cenas de lutas do filme em que o espectador consegue ouvir os treinadores e a plateia torcendo pelos lutadores.

Creed: Nascido para Lutar traz de volta de maneira mágica a franquia Rocky aos cinemas, que te faz se emocionar de todas as formas que um filme deveria fazer. Com belíssima direção, grandes atuações e com o lado técnico perfeito, Creed com certeza já pode ser confirmado como um melhores filmes do ano. Creed é digno da franquia Rocky, e só não é melhor que Rocky: O Lutador (1976).

Nota (0 a 5): 5




Não deixe de participar do nosso top comentarista do mês

2 comentários:

  1. Deve ser muito bom mesmo pra conseguir 5 estrelas (torres) Gostei do enredo mas não sei se eu gostaria de assistir o filme, parece ser sangrento aghhhr!
    *-*

    ResponderExcluir
  2. Nossa, adorei sua critica.
    Fiquei com muita vontade de assistir, o Stallone sempre arrasando nas atuações ♥
    Gosto de filmes com lutas e tals, então esse é uma boa pedida.
    Beijos
    Lost Words

    ResponderExcluir