Desvende o mistério de O Manuscrito, do Chris Pavone

Sinopse: Não existe no mundo uma única pessoa que possa comprovar tudo o que está nestas páginas. Mas há uma pessoa que pode chegar perto disso: XXXXXXXXXXX. Há outras pessoas que poderiam, se devidamente motivadas, confirmar certos fatos. Talvez este livro seja a motivação para essas testemunhas, um impulso para revelarem suas verdades, para comprovarem esta história. Mas o autor não é uma dessas possíveis testemunhas. Porque, se o que você está lendo for um livro concluído, impresso, encadernado e distribuído para o mundo, é quase certo que eu já esteja morto.


O Manuscrito
Autor: Chris Pavone
Editora: Arqueiro
Páginas: 336





Quando eu vi a sinopse desse livro fiquei muito estimulado a leitura. O Manuscrito passa esse aspecto de curiosidade logo quando você o segura a analisa toda a parte externa do livro. Foi o meu primeiro contato com Chris Pavone e posso dizer que ele não entrou na minha lista de autores preferidos como o Harlan Coben, Lisa Gardner e entre outros autores de suspenses e thrillers psicológicos.
 
Logo no inicio da leitura, você vai pensar em abandonar o livro. Pelo menos, eu pensei. O começo é bastante lento, mas o que irá lhe prender e irá fazer você chegar ao final do livro é: O que há no manuscrito?
 

 
O livro todo se passa em função desse manuscrito, vários personagens com interesses diferentes buscam o manuscrito. Sejam para publicação, para ler o seu conteúdo ou para elimina-lo. Como não sabemos claramente qual o conteúdo do livro, ficamos na dúvida de quem é o mocinho e quem é o vilão. O que me instigou mais a ler.
"Você, querida, é a jardineira encantadora que faz minha alma florescer." 
A narração é intercalada frequentemente, o que no começo é um tanto chato. Você ainda não está familiarizado com aquelas pessoas e quando você pensa entrar em uma linha de raciocínio ela já está mudando. Entretanto, após passar algumas paginas você vai entendendo a trama e essa troca de narrativa acaba sendo um lado positivo do livro. 


Senti falta de mais diálogos e devido a isso se tornou uma leitura demorada, mas o autor descreve muito bem todas as cenas, cada detalhe está ali, como se estivesse assistindo ao filme, imaginando cada peça.
 
Não posso deixar de comentar sobre as reviravoltas: UAU! Tomava vários sustos durante a leitura, são muitas revelações que lhe deixam chocado. Pavone conseguiu passar isso nas linhas e entrelinhas. 


A parte editorial do livro está fantástica, a capa deixa aquele ar de dúvida e as vezes segurava o livro como se estivesse segurando o manuscrito do enredo, rsrs, pense na responsabilidade?! Enfim, eu recomendo a história para quem gosta de suspense e não se importa com uma trama lenta.

Classificação: 3,5
 
 
Photobucket
Não deixe de participar do nosso top comentarista do mês

4 comentários:

  1. Olá estou passando para divulgar o meu trabalho como Designer de blogs... Faço layouts para blogger, estou com uma otima promoção no meu pacote master, me manda um email que te passo o preço kguimaresramos@gmail.com

    https://www.facebook.com/designerlayoutmk

    Bjkss
    Ká

    ResponderExcluir
  2. Leo, esse livro foi bem legal, o prólogo já me deixou nervosa. E as reviravoltas são de causar taquicardia. Em alguns momentos foi arrastado,mas no geral eu gostei.

    ResponderExcluir
  3. Oi Leo, adoro livros de suspense e só com a sinopse ja fiquei curiosa!
    Ta lista de livros pra comprar!
    *-*

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem?
    Agora eu que fiquei curiosa para saber o que há no manuscrito .-.
    Gosto de livros assim, com suspense. Apesar de você citar que a leitura é lenta, fiquei bem curiosa para saber como tudo acontece e porque. Espero conseguir ler logo.
    Beijos
    Lost Words

    ResponderExcluir