A Garota Que Você Deixou Para Trás, Jojo Moyes

Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo a família, a reputação e a vida na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.

A Garota Que Você Deixou Para Trás (The Girl You Left Behind) 
Autora: Jojo Moyes
Editora Intrínseca (2014)
384 páginas

Classificação:

 

Um romance com drama seja no passado ou no presente.

Jojo Moyes traz a tona mil sentimentos, cada um tão elaborado e enraizado que foi impossível ficar fria.

A Garota que Você Deixou para Trás tem a narrativa dividida em partes e não apenas isso, a autora intercalou a vida de Sophie e a vida de Liv em cada uma das partes.

Sophie Lefèvre vive na França de 1916, deixou seu apartamento em Paris para ficar com seu irmão Aurélien e sua irmã Helène no hotel da família. Afinal seu querido marido teve de servir ao exército.

Conhecemos Édouard por meio das lembranças de Sophie e podemos notar que ele é de humor intempestivo, ora deveras carinhoso, ora extremamente aborrecido. Mas nunca deixa de ser cavalheiro com a esposa.

Jojo Moyes explora as atrocidades que ocorreram durante a Primeira Guerra Mundial, mas dá umas pinceladas de alegria quando Sophie pensa no marido e quando observa o quadro tão querido que ele pintou dela e para ela.

Sophie é jovem, caridosa, não consegue segurar a língua mesmo que esteja diante de um Kommandant alemão, todos temem que ela acabe ofendendo o oficial e tenha um terrível destino.

E se você gosta de uma mocinha forte e decidida, Sophie Lefèvre não vai deixar a desejar, ela luta por seus ideais, tem uma fé enorme mesmo que a situação seja desfavorável. Ela quem consegue atenuar o ambiente sombrio do hotel.

Gostei dela e sofri com ela, cada momento eu segurava a respiração, eu torcia, quase roí as unhas.

O amor que a mantinha era um forte combustível.

Adorei a narrativa, cada detalhe contado por mais doloroso e mesmo quando descrevia cenas atrozes fiquei maravilhada, pois a autora fez muito bem, parecia ter presenciado.

Acompanhar a família Besset (sobrenome de solteira de Sophie e Helène) foi enervante, com Aurélien e sua raiva reprimida, Helène e seu medo exacerbado, as crianças sofrendo de fome a coisas piores, foram de partir o coração.

E quando menos esperei fui jogada em Londres de 2006 (não que a separação seja inexistente, a culpa foi de estar muito ligada aos acontecimentos da vida de Sophie), acompanhando Liv e sua tristeza pungente, sua tentativa de agradar os amigos.

Liv não foi a mocinha apaixonante de primeira, como Sophie foi. Porém a medida que a narrativa avançou e fui conhecendo seus motivos, sua situação, foi impossível me manter distante.

Os personagens secundários em ambos os momentos históricos foram imprescindíveis. Cada qual com sua importância e com seu momento de brilho.

A carga emocional para ambas foi bem pesada, bem trabalhada, elas geram simpatia e quando a situação tende para pior é quando podemos acompanhar a força delas.

Seja França ou Londres, com o peso da guerra ou sem ele, Sophie e Liv conquistaram minha atenção minha torcida e mantiveram minha esperança em alta.

Adorei a maneira que Sophie afetou a vida de Liv e a maneira que a autora interlaçou a vida de ambas.

A edição apresentou alguns errinhos de digitação, mas são irrelevantes pois não estragam o brilho da história criada pela Jojo Moyes.

A capa é meiga e tanto o título quanto a imagem condizem com a história.

A Garota que você deixou para trás vai aquecer seu coração, estilhaçá-lo um pouco, depois vai esquentá-lo um pouco para então dar-lhe uma rasteira. E mesmo que eu tenha ficado um pouco aturdida com a puxada de tapete, logo a curiosidade me fez prosseguir e buscar uma luz no fim do túnel.

Essas duas garotas são incríveis e a história de ambas vai lhe ensinar um pouquinho.

Um livro pungente, com duas guerreiras que são movidas pelo amor e que buscam manter a esperança para aquecer seus corações.

Super recomendado.


Não deixe de participar do nosso top comentarista do mês

8 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Nossa que livro lindo!Deve ser muito bom mesmo,nunca li nenhum livro da Jojo Moyes mas estou querendo muito ler "Como eu era antes de você" ela tem ótimas críticas.Porém também me interessei muito por esse,a mistura de 2 personagens diferentes parece ser uma história envolvente e emocionante.Estou curiosa para ler, ótima resenha.Bjos!!

    ResponderExcluir
  3. Jojo é uma mestre na arte de contar histórias belas! eu ri e chorei com uma única história!
    que livro emocionante e que esta marcado para sempre em meu coração de leitora
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Estou doida pra ler esse livro, curto muito a escrita da Jojo Moyes, parece super emocionante e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais ansiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  5. Só vejo resenhas positivas desse livro :D
    O livro ganha muitos pontos quando a capa e o título tem a ver com a história, é horrivel ler algo que não tem nada a ver, ainda mais quando compro livro só pela capa (mal de leitora kkkk). Mas enfim, eu quero ler esse livro o quanto antes, a sua resenha está tão detalhada e tão bem feita que parece que já comecei o livro. Outra coisa que vi é que o livro faz você sentir várias coisas diferentes, e isso é maravilhoso *-*
    Beijos
    Lost Words

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente não li nada dessa autora, mas cada vez que leio alguma resenha de livros dela, fico ainda mais encantada, e com mais vontade de ler, até porque ela tem uma maneira de tocar o leitor com sua escrita. Adorei a premissa desse livro, me pareceu ser muito envolvente, e lindo, já vou anotar essa dica.

    ResponderExcluir
  7. Medo de ler esse livro, pois muitas pessoas dizem que é decepcionante

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Quero muito ler algo da Jojo Moyes pois já ouvi muitos comentários positivos sobre sua escrita e essa historia pareceu interessante ainda mais pelo contexto históricos e temos duas mocinhas em tempos diferentes contado a historia mas essa não foi uma historia que gostei !!

    ResponderExcluir