Caixa de Pássaros - Josh Malerman

Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

Autor: Josh Malerman
Editora: Intrínseca
272 páginas



Tá procurando aquele livro bom que vai te prender na leitura? Pare tudo o que estiver fazendo e comece a ler Caixa de Pássaros. Sério.


Eu tava com um mega bloqueio para livros, aí um amigo recomendou esse. Eu não sou um Léo, mas eu até gosto de livros de suspense e todo mundo falava bem desse... E com razão! Na verdade, a raiva é por ser tão curto e NÃO TER continuação. Estou inconformada.

Então, existem alguns seres (não se sabe exatamente que tipo) que, ao serem vistos, provocam loucura imediata nas pessoas e elas se matam de forma horrível (ou até podem matar outras pessoas). Resultado? Caos. Como em The Walking Dead, as pessoas estocam comida, fogem da cidade e o mundo não funciona mais.

A história se divide em duas linhas do tempo: Malorie, na época de gravidez, convivendo com um grupo de sobreviventes e Malorie fugindo com os filhos em busca de um refúgio. Uma linha do tempo vai explicando a outra e você logo percebe o desespero que é viver ali. Você não pode sair sem os olhos vendados. As janelas precisam estar fechadas. Você só sobrevive se ficar de olhos fechados.

E é nisso que reside a tensão. Você sabe que existe algo ali, Malorie também sabe, mas ela nunca pode abrir os olhos... Imagina só? Aí você logo se sente na pele dela, na escuridão, ouvindo barulhos estranhos e sem pode ver para preservar a própria sanidade. É suspense puro! Não dá pra largar esse livro!

Malorie é incrível, uma verdadeira leoa! Ela é uma mãe severa, mas graças a isso, os seus filhos sabem se virar nesse mundo selvagem. Os outros personagens são muito secundários, exceto Tom, que é um fofo.

E vai virar filme, viu? Os direitos foram comprados pela Universal Studios e, ao que tudo indica, será dirigido pelo mesmo diretor de Mama. E isso já é super esperado. A maneira como os diálogos ocorrem e as cenas são descritas já parece um filme de suspense.

O único porém é o final. O livro vai numa crescente de suspense e tensão e o final não entrega tudo o que parece prometer. E você fica com raiva porque fica com a cara no chão. Acho que o autor poderia ter melhorado aí e pensado mais no público do que se inspirar em livros do Stephen King - que desenvolve mais os personagens do que ele desenvolveu neste.

Mas, ainda assim, vale super a pena ler. Recomendo!

9 comentários:

Deixe seu comentário