Fênix: A ilha - John Dixon



Sinopse: Sem telefone. Sem sms. Sem e-mail. Sem TV. Sem internet. Sem saída. Bem-vindo a Fênix: A Ilha. Na teoria, ela é um campo de treinamento para adolescentes problemáticos. Porém, os segredos da ilha e sua floresta são tão vastos quanto mortais. Carl Freeman sempre defendeu os excluídos e sempre enfrentou, com boa vontade, os valentões. Mas o que acontece quando você é o excluído e o poder está com aqueles que são perversos?



Fênix: A Ilha
Fênix - Livro 01 
Autor: John Dixon
Editora Novo Conceito
Páginas: 336

Classificação: 5


SEM TELEFONE. SEM SMS. SEM E-MAIL. SEM TV. SEM INTERNET. SEM SAÍDA. BEM-VINDO A FÊNIX: A ILHA.

Julgando pelos detalhes, primeiramente, achei que o livro abordasse um enredo bem diferente do que é. Mas a gente sempre se engana com o "julgando pela capa" né pessoal? Vou contar o que imaginei: Um grupo de jovens vai passar o final de semana em uma programação ao ar livre, em uma ilha. Sem meios de comunicação, os jovens não sabem que a ilha é rodeada de canibais e agora precisam lutar por suas vidas... um pouco clichê né? Lendo a verdadeira história do livro eu descobrir que é MUITO melhor do que essa maluquice que eu imaginei.

Nosso protagonista aqui é o Carl Freeman, órfão, 16 anos e um histórico quilométrico com a polícia. Carl tem várias passagens por brigas e de passar por diversos lares adotivos, mas o temperamento do garoto não o ajuda a ficar em um lar fixo.

Liguei esse comportamento de Carl com o que o menino passou na sua infância, levando em conta que em todas as brigas que ele se meteu foi para defender alguém indefeso, não considerei em nenhum ponto do livro Carl como um jovem ruim.

Devido a diversas passagens e penalidades aplicadas a Carl, o juiz tendo como ultima opção manda o rapaz para um lugar livre das leis do EUA, um lugar que tem suas próprias regras e conhecido como disciplinador de jovens: Fênix, uma ilha. 

"Mas, neste momento, nada é certeza suficiente para a gente arriscar tudo invadindo aquele lugar. Não me entenda mal. Daria um ótimo filme. Só que não estou pronto para viver o roteiro." — Página 94

Chegando na ilha, Carl faz amigos e é apelidado de Hollywood. Ross é um dos amigos de Carl e muito engraçado, ele é aquele toque descontraído na trama. Campbell é um jovem que já está a poucos passos de completar 18 anos e dar adeus a ilha. Temos também a charmosa Octavia por quem Carl tem uns sentimentos (não podia faltar né pessoal? rsrs)

Logo no inicio a ilha é uma enorme fachada, um lugar para disciplinar os jovens... entretanto os "recrutados" descobrem que suas vidas estão em risco naquele local e só há duas possíbilidades: ficar e morrer ou fugir e ser caçado.

 A escrita do John é ótima!!! As páginas vão passando em um piscar de olhos, o enredo é longe de ser maçante e a cada capitulo um segredo é revelado. Aquele tipo de livro que lhe deixa pensando ele durante muito tempo...

0 comentários:

Deixe seu comentário