[Filme] Race - Crítica

Com trabalhos marcantes na Televisão Americana, o diretor americano Stephen Hopkins nunca conseguiu despontar e ter o mesmo desempenho no cinema. Dessa vez, ele volta às telonas com seu melhor trabalho e de maior destaque: "Race". 

Nota:

O longa conta a história do lendário esportista Jesse Owens, atleta negro que se destacou no Jogos Olímpicos de Verão de 1936 em Berlim, conquistando quatro medalhas de ouro, em um evento que era pra ser uma grande festa dos ideias de supremacia ariana de Hitler. O pano de fundo de histórico do filme é tão marcante para a trama quanto a própria trajetória do Owens. A figura politica dessas Olímpiadas começa a ganhar peso na história quando a película se dispõe a falar sobre tal. O grande erro do roteiro foi ocultar algumas partes da história politico-social em que passa o filme, mas também do Jesse, no filmes nós conhecemos muito do atleta Jesse Owens e pouco da pessoa Jesse Owens. Ainda que com suas falhas o roteiro assinado por Anna Waterhouse e Joe Shrapnel equilibra muito bem o núcleo político  e emocional, o treinamento e preparação dos atletas e também o jogo político e estratégico da Alemanha.


A direção de Stephen Hopkins não é espetacular, mas é o seu melhor trabalho para as telonas. Hopkins consegue mesclar bem as diferentes linhas dramáticas do filme e inserir plots menores sem que isso afete de alguma forma a trama. No elenco, temos atuações regulares e nenhum destaque em interpretação, mas o personagem Jon Lutz é inserido de forma magnifica para fazer uma metafora demonstrando que os problemas sociais que aconteciam não era de acordo de "todos" os alemães. Tecnicamente, o grande destaque fica para o design de produção e figurino que reconstroem cenários e competições que fez parte da trajetório vitoriosa de Jesse Owens.
Ainda que com seus problemas, Race é um bom filme e que apesar do pesares ainda é um bom retrato de reflexão para o espectador do que foi as Olímpiadas de 1936 e das problematizações que o mundo carrega. Mas pode ser que algumas pessoas ao final, fiquem com o mesmo gostinho de "falta algo a mais" para o longa que eu tive.

0 comentários:

Deixe seu comentário