Surpreenda-se com Sedução da Seda de Loretta Chase

Talentosa e ambiciosa, a modista Marcelline Noirot é a mais velha das três irmãs proprietárias de um refinado ateliê londrino. E só mesmo seu requinte impecável pode salvar a dama mais malvestida da cidade: lady Clara Fairfax, futura noiva do duque de Clevedon.
Tornar-se a modista de lady Clara significa prestígio instantâneo. Mas, para alcançar esse objetivo, Marcelline primeiro deve convencer o próprio Clevedon, um homem cuja fama de imoralidade é quase tão grande quanto sua fortuna.
O duque se considera um especialista na arte da sedução, mas madame Noirot também tem suas cartas na manga e não hesitará em usá-las. Contudo, o que se inicia como um flerte por interesse pode se tornar uma paixão ardente. E Londres talvez seja pequena demais para conter essas chamas.
Primeiro livro da série As Modistas, Sedução da seda é como um vestido minuciosamente desenhado por Loretta Chase: de cores suaves e românticas em alguns trechos, mas adornado com os detalhes perfeitos para seduzir.
Nota: 

Aqueles que já leram outro livro da autora já devem ter percebido que ela sempre foge do comum em seus livros, seus personagens são mais realistas e menos idealizados do que a maioria dos romances de época e nessa série a autora se superou criando um casal totalmente incomum e que não faz o leitor cair de amores no primeiro vislumbre.



Marcelline Noirot é uma excelente modista, se auto intitula a melhor modista do mundo e deve ser mesmo, pois entende do assunto como ninguém, é a primeira mocinha de um romance de época que eu leio que trabalha para viver e isso é um pecado mortal para a esnobe nobreza britânica... além disso ela é arrogante, manipuladora e totalmente ambiciosa... mas o que dá leveza a essa personagem é seu amor pela filha pequena, uma menininha encantadora que desde pequena sabe como levar os adultos a fazerem todas as suas vontades, e seu amor pelas irmãs... para Marcelline família é algo mais valioso que qualquer coisa...

Juntas, as três irmãs Noirot abriram uma lucrativa confecção e estão a caça da cliente que pode elevá-las aos mais altos círculos da nobreza... e essa cliente é a futura duquesa de Clevedon...

Lady Clara é prometida do duque de Clevedon desde a infância, e os dois sempre foram amigos... mas depois de passar anos no exterior Clevedon finalmente volta a Londres e todos esperam que os dois oficializem o noivado...

O duque de Clevedon é um nobre entediado que passou anos no exterior... mas quando conhece Marcelline, uma reles costureira, vê uma chama de interesse se acender e se ele não tomar cuidado essa chama pode queimar aquela que ele mais ama, sua futura noiva Lady Clara...

Clevedon ama Clara, se correspondeu com ela frequentemente durante todo o período em que esteve longe da Inglaterra, mas não consegue negar que sente uma atração irresistível por uma mulher que está muito abaixo de sua posição social... e essa mulher parece querer apenas vestir sua futura esposa...

A série As Modistas é composta de quatro livros, cada um conta a história de uma das irmãs Noirot e outro de Lady Clara... nesse primeiro vemos dois personagens imperfeitos, mas que parecem ter sido feitos um para o outro...

Li algumas resenhas de pessoas que não gostaram desse livro, e ele é realmente algo novo e diferente do que a maioria dos romances de época que estamos habituados, seus personagens são humanos, cheios de defeitos e bem mais próximos a realidade, a autora também mostra com mais realismo as dificuldades da época, entre elas pobreza, traição e como eram tratadas as pessoas que trabalhavam para seu sustento.

Em meio a tantos livros de época que já li, esse consegue ser surpreendente, foge dos clichês e é um pouco mais ousado que a maioria, mas leve, divertido... com um casal imperfeito que é perfeitamente compatível e uma linda história de amor...

Confesso que estou curiosíssima pelo livro de Lady Clara, pois ela é a personagem que mais me surpreendeu e que cresceu ao longo da história... estou doida pra ver o que ela irá aprontar...

Espero que leiam e se divirtam tanto quanto eu...

1 comentários:

  1. Oi Débora!
    Eu adoro romances históricos, e fiquei feliz por saber que esse foge do comum.
    Gosto de livros que nos surpreendem assim, quero ler!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir