A Menina que Roubava Livros - Markus Zusak.

Sinopse: Ao perceber que a pequena Liesel Meminger, uma ladra de livros, lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. A mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal (Hans e Rosa Hubermann) se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve (“O Manual do Coveiro”). É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler. Assombrada por
pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vista grossa da madrasta, Liesel canaliza urgências  para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade. A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto (Rudy Steiner) obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um judeu (Max) que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela História.
Título: A Menina que Roubava Livros.
Autor: Markus Zusak.
Editora: Intrínseca.
Ano: 2007.
Páginas: 494.

Classificação:


Oi gente, eu não poderia deixar de trazer para vocês a resenha de um dos meus livros favoritos (depois de Harry Potter claro kkk), acho que a maioria já conhece, ou já ouviu falar de A Menina Que Roubava Livros, mas se você nunca leu ele, dê uma chance, vêm ver minha opinião:


"Quando a morte conta uma história, você deve parar para ler,"
O livro é narrado pela morte. Tudo se passa durante a Segunda Guerra Mundial.
A Mãe de Liesel está levando ela e o irmão para a casa de Hans e Rosa Hubermann que vão adota-los, mas na viagem de trem o irmão de Liesel morre. Quando param para enterrar o corpo, o coveiro deixou cair um livro e Liesel logo o pega, sem ao menos saber ler. O primeiro de muitos livros.

A Menina que Roubava Livros é um daqueles livros que você leva para a vida, eu sempre estou lembrando de alguma frase, da Liesel, e do Max (o judeu, um dos meus personagens favoritos) que está morando no porão, e Liesel mantem segredo sobre essa amizade.

Liesel passa por muita coisa, Hans, que é seu pai adotivo, é um homem de coração enorme, ele ensina ela e ler, e é um personagem que não tem como não se apegar, já Rosa, a mãe adotiva de Liesel, é totalmente ao contrário, super mandona, mas no fundo tem um coração de ouro também.
Temos também Rudy, que tem com Liesel uma amizade linda.
"Uma ideia bonita: 
Uma, roubava livros.
O outro, roubava o céu."
Não tem como falar desse livro sem me emocionar, é uma história linda, com momentos felizes, e momentos tristes. A morte está muito ocupada com a Segunda Guerra, mas tira um tempinho para narrar a história de Liesel, acompanhamos Liesel lendo livros escondidos, tendo aventuras com Rudy, e sofrendo em alguns momentos.
Outra coisa que achei incrível, é Max fazer um livreto pra Liesel com desenho e tudo mais. E tem tudo no livro, como vocês podem ver na foto abaixo.



Eu adoro livros que se passam durante a Segunda Guerra Mundial, e minha experiencia com esse foi maravilhosa.
Enfim, indico o livro para todos, é uma leitura rápida, e gostosa, e aposto que vai se emocionar assim como eu.
Tem o filme que é maravilhoso também, e eu super indico.

Me conta aqui nos comentários se você já leu, ou se leria o livro.
Beijos!

4 comentários:

  1. Demorei muito para ler esse livro depois que ganhei! Mas depois que vi o filme, fiquei curiosa, li e me apaixonei demais! É incrível e único! Amei essa edição cheia de ilustrações! Beijos!
    Blog Vintee5 | Canal Vintee5

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      Super concordo, 'Incrível e único'. Desde que li me apaixonei pela história.
      É linda né? *-*
      Beijos!

      Excluir
  2. Um dos meu livros favoritos, a leitura flui muito bem e a história é muito interessante. Dos meu top livro favoritos, acho que ele só fica atrás dos livros do Tolkien. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andrei.
      Muito interessante mesmo, feliz em saber que é um dos seus favoritos também *-*
      Beijos!

      Excluir