Três Coisas Sobre Você - Julie Buxbaum

Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.


Três Coisas Sobre Você
Autora: Julie Buxbaum
Editora: Arqueiro
288 páginas

Três coisas sobre este livro: 1) normalmente, eu não leio um livro assim tão rápido durante a semana, 2) Ele é tão fofo que me lembrou Meg Cabot, só que até mais maduro, 3) ele merece um epílogo

Eu comecei a ler esse livro só pra ver como eram os primeiros capítulos. Só consegui largar perto da página 200 por motivos de precisar dormir pra acordar cedo no dia seguinte. Ele é tão fofinho! Achei que fosse um livro genérico de adolescentes que são medianamente fofos e pelos quais eu não me interesso tanto. Mas esse é bem legal. Eu me apeguei a alguns personagens e já tava com friozinho na barriga perto do final. Sensação boa, né, quando o livro deixa a gente assim?

A Arqueiro fez referência à livraria da história <3
Então, depois do falecimento da mãe, Jessie vê sua vida mudar quando o pai se casa com uma completa estranha e se muda para a casa superchique dela em Los Angeles. Longe da sua melhor amiga Scarlett e no meio de riquinhos no novo colégio pago pela madrasta, Jessie se sente muito infeliz até receber as mensagens do Alguém Ninguém dando conselhos de quem evitar e com quem fazer amizades.

E é claro que eles vão começar a se apaixonar e a começar a perguntar 3 coisas sobre o outro, o que se torna marca registrada na conversa virtual. Já na vida real, ela se apaixona pelo misterioso Ethan, que era o garoto mais popular até uma tragédia acontecer na sua vida. E se torna amiga do popular Liam, que trabalha na livraria Atenção, Lombadas! (Adorei esse nome. Lombada de trânsito e lombada de livro rsrs).

Um dos meus personagens preferidos é o Theo, o meio-irmão de Jessie, super teatral e com um jeitinho legal por trás da arrogância de rapaz rico. Pena que ele não aparece tanto assim. E o Ethan também. E a professora de Jessie também. Acho que eu gostaria de ler mais sobre todos eles.

Conversas de Jessie e AN
Apesar de Jessie ter baixa autoestima e sempre ter uma visão desesperadora das coisas (compreensível depois da perda que sofreu), eu não a achei chata. Mesmo quando ela realmente era, eu acabava torcendo por ela. Ela acaba transmitindo de forma tão pura as dificuldades do Ensino Médio que acabei me identificando com ela. De fato, esse período não é tão fácil.

E apesar de muitas coisas serem clichês, eu fiquei achando tudo superfofo e torcendo para quem eu achava que fosse o AN. Claro que a gente sabe que, na vida real, as chances de isso ser um trote ou alguém longe do que a protagonista espera são mais evidentes, mas como todo livro YA, a gente ignora :D

O final é uma fofura só! Mas precisava urgentemente de um epílogo. Que miséria é esse pra escrever umas páginas, dona Julie Buxbaum???

Mas no fim, não é somente sobre garoto encontra garota. É isso, claro. Mas também fala muito fortemente sobre perdas e mudanças de vida. Sobre a sensação que temos na adolescência (e muitas vezes na vida adulta) de não sabermos a direção certa das coisas e de não pertencer aos grupos previamente estabelecidos. E até sobre a importância das palavras.

Recomendo para quem quer ler YA e coisas leves. E românticas. E também para quem gosta de uma escrita bem amarrada, bem-humorada e bem fofa.







2 comentários:

  1. Oi, Mika!
    Eu tinha uma ideia COMPLETAMENTE diferente sobre esse livro. Depois que sua resenha me clareou algumas coisas, já adicionei na lista de leitura.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de aniversário do blog Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
  2. Oi Mikaela, a editora apostou alto em sua publicação, mostrando que confia na qualidade do enredo. Pelo que li na sua resenha, eles não estão errados.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir