Livros de romance para quem não gosta de romances melosos


Essa lista é para aqueles que curtem um bom livro de romance, mas estão cansados de histórias adocicadas demais. Esses livros são românticos, emocionam, mas continuam com os pés no chão:


Um Dia - David Nicholls


A história dos encontros e desencontros de Dexter e Emma ao longo da vida não é a história mais romântica, mas emociona por retratar os dois como personagens bem humanos, cheios defeitos e inseguranças, sem fórmulas mágicas ou finais milagrosos. Não estou dizendo que você não vai chorar, mas não será porque o autor pesou o mão no melodrama. O filme é bem legal também, estrelado por Anne Hathaway e Jim Sturgess.

Orgulho e Preconceito - Jane Austen


Nem precisa dizer o quanto amo, né? Apesar das lindas frases que aparecem, dá pra notar que a história é bem realista quanto à realidade dos casamentos por conveniência, das diferenças notáveis entre as classes, das buscas frenéticas e vazias por algum tipo de relacionamento. Elizabeth e Darcy nasceram em mundos diferentes e se apaixonam. Diferente de muitos livros melosos, vemos que os desafios partem deles mesmos, sem a necessidade da alegoria de um vilão. Nem preciso dizer o quanto vale a pena ler, né? O filme é estrelado por Keira Knightley e Matthew MacFadyen e é maravilhoso.


Água para Elefantes - Sara Gruen


Faz muito tempo que li esse livro, mas gostei bastante. Em um asilo, Jacob conta como foi trabalhar no circo nos anos 30 e se apaixonar por Marlene, a estrela do número com cavalos, e esposa de August. O livro é sobre o romance, mas o panorama é muito fascinante também. Enquanto mergulhamos no dia a dia circense em meio às dificuldades, o romance acontece de forma suave e sem que a história pare tudo para tenhamos que viver o drama do casal. Tem emoção, sem ser meloso.



Três Coisas Sobre Você - Julie Buxbaum


Já vi muitos livros teen/YA bem melodramáticos (como se para combinar com os próprios personagens) mas esse não é. Temos uma protagonista que acabou de perder a mãe e se mudar com o pai para a casa da madrasta em uma outra cidade, então o romance não é centrado em tragédias e sim em cada um superar suas próprias dificuldades. Jessie vê o seu correspondente anônimo como um verdadeiro amigo em meio às incertezas e a história fica muito mais fofa e leve de se acompanhar com esse romance entre os dois. Leve e divertido, vale a pena.





 E você? Prefere livros com mais drama ou conhece outros romances mais pé no chão?

8 comentários:

Deixe seu comentário