3 filmes de suspense que foram adaptados de livros


Sabe a sensação de encontrar o livro que originou aquele filme que você adora? Ou melhor: você adora o filme e nem sabia que existia o livro!

Aproveitando que estamos quase no Halloween, escolhi alguns filmes de suspense que marcaram época. Pegando inspiração em alguns lançamentos da Editora DarkSide Books, elaborei essa listinha:



Psicose - Robert Bloch




Difícil não recordar a famosa cena do chuveiro, né? Para quem não assistiu (assista, pelo amor de Deus) ou não lembra, o filme (de 1960) começa com Marion Crane fugindo com o dinheiro da empresa e indo se hospedar no Bates Motel (nos EUA, os motéis não têm a mesma conotação daqui, sendo apenas hotéis simples, de beira de estrada, pra passar a noite). E lá, é misteriosamente assassinada. A partir daí, começa a investigação sobre o estranho Norman Bates e sua mãe.

Eu estou doida pra ler o livro, que teve a última publicação no Brasil há cinquenta anos! Nos EUA, o diretor Alfred Hitchcock comprou todos os exemplares do livro de Robert Bloch pra ninguém saber o final (que, caso você não tenha assistido, é surpreendente).


Tubarão - Peter Benchley





Quem é que não lembra da musiquinha que toca no filme antes do tubarão morder a pessoa? Clássico do Steven Spielberg, esse filme de 1975 conta a história de um balneário em Long Island, em que começam a surgir ataques de tubarões. É impossível assistir sem ficar se remoendo toda por conta do suspense.

O livro de Peter Benchley já era best-seller antes do filme e há 40 anos não era publicado no Brasil. Também entrou pra minha lista de leitura, claro!


Os Pássaros - Frank Baker




Outro ótimo filme do mestre do suspense, Alfred Hitchcock, o longa mostra como uma cidade pode ser inteiramente aterrorizada quando os pássaros decidem atacar inexplicavelmente. O começo é meio entediante, admito, mas quando o fenômeno dos pássaros começa a acontecer, não tem (não tem!) como ficar calma (assistam só para ver a cena da escola, desde a hora em que a protagonista está fumando um cigarro e não percebe que os pássaros começam a se reunir atrás dela).

Originalmente, o filme creditou a ideia para o conto de Daphne Du Maurier, mas Frank Baker ameaçou processar tanto o diretor quando a escritora pela autoria da história. Fato é que esse livro foi publicado em 1936 nos EUA. Se estou ansiosa pra ler? Magina!


E aí, já conheciam os livros originais? Quais outros poderiam estar na lista?



4 comentários:

Deixe seu comentário