Ligeiramente Pecaminosos

Em meio à Batalha de Waterloo, lorde Alleyne Bedwyn é ferido e dado como morto pela família. Ao acordar, ele se vê no quarto de um bordel sem lembrar quem é ou como foi parar ali. Sua única certeza é que deseja conquistar o coração do anjo que cuida dele todo dia.
Contudo, assim como ele, Rachel York não é quem parece. Depois de enfrentar uma situação difícil, que a levou a viver numa casa de pecados, agora a bela e inteligente jovem precisa recuperar seu dinheiro e as economias das amigas prostitutas, roubados por um falso clérigo. E o belo soldado de quem vem cuidando parece perfeito para se passar por seu marido e ajudá-la em seus planos.
Porém, apesar de ter perdido a memória, Alleyne não perdeu nada de sua sedução. De volta a Londres, os dois se envolvem em um escândalo pecaminoso e, a cada beijo, esquecem que seu relacionamento é apenas uma farsa e ficam mais perto de se entregar à paixão.


Classificação:

O quinto livro da série Bedwyn é uma prova de que a autora Mary Balogh só melhora a cada livro, isso porque numa série extensa onde os personagens são tão complexos, a autora conseguiu criar uma história linda e envolvente abusando de clichês e ainda sim prende o leitor do começo ao fim...

Esse livro se passa ao mesmo tempo que o livro anterior, enquanto Morgan está se apaixonando e todos choram achando que Alleyne morreu em Bruxelas, aqui temos a história de como ele foi salvo da morte certa, sua perda de memória e seu retorno pra casa... o final do livro inclusive coincide com o casamento da Morgan e eu achei simplesmente fantástico...


Bem, é super difícil escrever algo quando eu amei tanto um livro... até agora esse foi o meu preferido entre todos que já li da autora, é bem diferente pois retrata personagens pouco usuais, um ex-soldado ferido na guerra, um jovem nobre desmemoriado, uma jovem dama pobre e três prostitutas... esses personagens são responsáveis pela maior parte da história e não há como não se encantar por todos...

As prostitutas são ótimas, cheias de humor e tão animadas que é impossível não torcer para que cada uma delas encontre seu final feliz... elas acolheram Rachel com tanto amor e essa por sua vez só trouxe despesas, drama e ainda dois homens feridos a tiracolo e mesmo assim elas foram extremamente compreensivas e gentis... sem dúvida são personagens que ficarão sempre na minha memória...

O romance nesse livro começa como uma atração física e aos poucos vai progredindo, até que se torna amor de verdade... gostei como as coisas aconteceram e principalmente de ver o amadurecimento dos protagonistas... Rachel precisou superar os traumas do passado, o ódio pelo tio e por fim se permitiu amar... já Alleyne descobriu sua verdadeira vocação na vida, enquanto não lembrava nada sobre seu passado, seus medos e inseguranças foram algo que gostei de ver, o tornou mais humano pra mim...

Os livros dessa série podem ser lidos foram de ordem, mas eu não recomendo que o façam... isso porque cada livro narra a história de um personagem da família Bedwyn e todos aparecem em todos os livros, assim você vai criando uma imagem maior de como é essa família tão poderosa e vai torcendo e se apaixonando por todos aos poucos.

Nem preciso dizer que recomendo a leitura, né???

2 comentários:

  1. Oi Débora, só ouço maravilhas dessa série. Fico sofrendo aqui, com uma vontade louca de ler, sem poder gastar no momento um custão. Vida de leitor não é fácil não, a muito livro pra pouca grana kkk
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha... sei bem como é isso... mas há séries que valem a pena o esforço, essa é uma...

      beijos,

      Excluir