O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida - Kate Eberlen

Sinopse: Tess e Gus foram feitos um para o outro. Só que eles não se encontraram ainda. E pode ser que nunca se encontrem... Tess sonha em ir para a universidade. Gus mal pode esperar para fugir do controle da família e descobrir sozinho o que realmente quer ser. Por um dia, nas férias, os caminhos desses dois jovens de 18 anos se cruzam antes que os dois retornem para casa e vejam que a vida nem sempre acontece como o planejado. Ao longo dos dezesseis anos seguintes, traçando rumos diferentes, cada um vai descobrir os prazeres da juventude, enfrentar problemas familiares e encarar as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo indica que é impossível que um dia eles se conheçam de verdade... ou será que não? “O primeiro dia do resto da nossa vida” narra duas trajetórias que se entrelaçam sem de fato se tocarem, fazendo o leitor se divertir, se emocionar e torcer o tempo todo por um encontro que pode nunca acontecer.

Título: O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida.
Editora: Arqueiro.
Ano: 2016.
Páginas: 432.
Classificação:

Oi gente, tudo bem?
O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida chama atenção logo pelo título, e claro essa capa linda, mas a história vai envolver o leitor de uma maneira surpreendente. 


Eu nunca me identifiquei tanto com um livro como me identifiquei com esse, os personagens não são 'certinhos' sabe? A história mostra muito bem seus defeitos, e suas frustrações, culpas e medos. sonhos, e inseguranças.

A narrativa em primeira pessoa só ajudou o leitor a se sentir ainda mais próximo dos protagonistas, o livro altera entre Tess e Gus, e temos uma história dividida em cinco partes.

" Sentia uma pontinha de animação e frio na barriga sempre que me pegava pensando no futuro."

Tess está de férias viajando com sua melhor amiga na Itália, e Gus também está a passeio na Itália com seus pais, ambos com 18 anos, e é então que o destino resolve fazer os dois se esbarrarem pela primeira vez, lá em 1997.
Quando Tess volta para casa, feliz que vai fazer faculdade, e que tudo finalmente está dando certo acontece algo que muda totalmente o rumo da sua vida, e ela precisa ficar responsável por cuidar de Hope, sua irmãzinha. Então Tess desiste da faculdade, e acredito que desiste muito de si mesma também.
Já Gus sofreu uma perda recentemente, e se sente culpado. Seus pais são difíceis de lidar, e Gus vai para faculdade de medicina, o que é ruim por um lado porque é o sonho do pai dele e não dele, e bom ao mesmo tempo porque ele pode ser mais independente e se afastar um pouco da família. O único problema é que achei o Gus um pouco sem atitude no começo, se era o sonho dos pais dele porque não conversar e falar o que ele realmente queria, ele aceitava tudo de cabeça baixa, e isso me irritou um pouco.
Então acompanhamos a trajetória de Tess e Gus por 16 anos, desde 1997 até 2013, acompanhamos suas conquistas, suas dores, perdas, angústias, amores, e os 'quase' encontros dos dois, teve vezes que eles estavam tão perto que eu me via torcendo para que eles se falassem, se olhassem, qualquer coisa sabe?

A autora fez um trabalho tão bom, que pela narrativa eu me sentia próxima aos personagens, sentia o que eles estavam sentindo, me emocionava junto, e as vezes sentia raiva com eles.
O ponto que prende o leitor é 'será que eles vão se encontrar?', 'será que vão ficar juntos?', 'como pode os dois ser tão iguais, mas ao mesmo tempo diferentes, poxa destino, juntas eles ai".
E é isso que me prendeu desde o começo do livro, me senti ligada a história, queria proteger a Tess e o Gus, queria que os sonhos de ambos se tornassem real.

"Porque, se você achar que alguém é seu Par Perfeito e ele não for, então talvez você tenha perdido a chance de encontrar sua alma gêmea de verdade..."

Sei que o livro tem 432 páginas, e juro que você vai ler muito rápido, mas eu queria ainda páginas, tudo se encaixa de uma forma linda sabe? Mas mesmo assim quando acabou eu queria mais.
Uma coisa que me emocionou e me arrepiou foi a borboleta branca, quando vocês lerem vão entender, eu achei lindo, e fico emocionada só de lembrar.

Não poso deixar de citar os outros personagens que tiveram uma importância enorme na história, a Hope, Nash, Lucy, todos muito bem trabalhados.

Mas daí vocês me perguntam, 'eles vão se encontra?'.
Pode ser que sim, pode ser que não, leiam, vocês precisam ler esse livro, e depois me contem.

“Será que esse negócio de alma gêmea não estava relacionado ao fato de que a emoção que chamamos de amor, que eu ainda não tinha vivenciado, era tão poderosa que fazia você acreditar que aquela era a única pessoa no mundo para você? Não era mais uma questão de definição do que de destino?”

A Editora está de parabéns pela edição linda, não encontrei nenhum erro, a capa está incrível e combina com a história, folhas amarelas, e fonte em tamanho bom.

Me conta aqui nos comentários se vocês gostaram, e se vão querer ler.
Beijos!


2 comentários:

  1. Oi Line, eu não conheço esse livro, mas tirando o fato de que os personagens não se encontram durante esses 16 anos, essa questão de durante tanto tempo eles sendo feitos um pro outro, mas não ficando juntos me lembrou de "Um dia", já leu?
    Gosto dessas histórias, quando são bem contadas, em que a gente acompanha os personagens durante um longo período da vida deles, nos dá uma sensação de proximidade com eles. Aconteceu comigo também em "Simplesmente Acontece".

    Gostei muito da resenha!
    Um beijo,
    Aline
    Inventando Assunto

    ResponderExcluir
  2. Oi, Aline. Esse livro está na minha lista de leituras das férias. Fiquei muito curiosa quando li a sinopse e resolvi comprar o livro. Geralmente não sou tão impulsiva assim na hora de comprar livros, sempre tento comprar algo que tenho certeza que vou gostar ou de um ator já conhecido por mim.
    Esse foi exceção, vi a capa e amei, li a sinopse e amei... Então resolvi comprar! Depois de ler sua resenha percebo que não cometi erro nesse impulso.
    Prometo que assim que terminar de ler comento o que achei!
    Bjs
    http://viagemempaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir