A soma de todos os beijos - Julia Quinn @editoraarqueiro

UM BRILHANTE MATEMÁTICO PODE CONTROLAR TUDO... A não ser que um dia exagere na bebida a ponto de desafiar o amigo para um duelo. Desde que quebrou essa regra de ouro, Hugh Prentice vive com as consequências daquela noite: uma perna aleijada e os olhares de reprovação de toda a sociedade. Não que ele se importe com o que pensam dele. Ou pelo menos com o que a maioria pensa, porque a bela Sarah Pleinsworth está começando a incomodá-lo. LADY SARAH NUNCA FOI DESCRITA COMO UMA PESSOA CONTIDA... Na verdade, a palavra que mais usam em relação a ela é “dramática” – seguida de perto por “teimosa”. Mas Sarah faz tudo guiada pelo bom coração. Até mesmo deixar bem claro para Hugh Prentice que ele quase destruiu sua família naquele bendito duelo e que ela jamais poderá perdoá-lo. Mas, ao serem forçados a passar uma semana na companhia um do outro, eles percebem que nem sempre convém confiar em primeiras impressões. E, quando um beijo leva a outro, e mais outro, e ainda outro, o matemático pode perder a conta e a donzela pode, pela primeira vez, ficar sem palavras.
Título: A soma de todos os beijos
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2017


Eu simplesmente amo romances de época, sem dúvidas é meu gênero favorito... o problema é que depois de ler tantos livros desse gênero quase não há mais surpresas, dificilmente um livro novo me traz uma história 100% original... e talvez seja por esse motivo que eu estou amando tanto os livros da série Quarteto Smythe-Smith, a autora conseguiu trazer em cada um dos livros algo original, seja pelo ritmo das histórias, pela forma que os romances são conduzidos, pelos dramas e até pelos próprios personagens com características tão únicas.

E são as características únicas desses personagens que me fizeram adorar esse terceiro livro da série... é bem comum que as mocinhas sejam ótimas, modelos de perfeição e virtude... mas e quando você já sabe que a mocinha é bem egoísta e dramática? Pois a autora conseguiu um grande feito, apesar de a gente conhecer os protagonistas desse livro desde o primeiro livro da série, afinal eles foram personagens secundários em todos os livros, não tem como não se apaixonar por eles agora...

Hugh foi o personagem que eu mais quis ler a respeito... ele foi o responsável pelo exílio de Daniel e só conseguiu trazê-lo de volta para Londres após ameaçar o pai que ele se mataria caso algo de ruim acontecesse ao amigo... desde o fatídico duelo, a perna de Hugh não é mais a mesma e ele carrega uma profunda dor física, mas o pior é a culpa por ter causado tudo isso em um momento a si próprio e ao amigo.

Sarah é uma mocinha pra lá de dramática, bem diferente das jovens recatadas e que pesam bem suas palavras... ela está mais para desbocada e eu simplesmente amo isso na personagem... ela odeia Hugh com todas as forças, sua primeira temporada teve de ser adiada por um ano graças ao escândalo envolvendo Hugh e Daniel e ela o culpa por ainda estar solteira...

Daniel está mais do que resolvido a acabar de vez com o falatório sobre ele e Hugh e para dar fim de uma vez por todas obriga Hugh a comparecer ao casamento de Honória, sua irmã, e ao seu próprio casamento... como os dois eventos acontecerão com uma semana de diferença em lugares bem distantes, toda a aristocracia viaja junta de um local ao outro.

Para que Hugh não fique deslocado nos dois eventos, Honória pede a Sarah que faça companhia a ele durante todo o tempo, e assim o que era para ser uma semana sofrível acaba se transformando em um momento muito prazeroso para os dois, onde eles acabam descobrindo mais coisas em comum do que imaginaram possível.

Hugh é sem dúvida meu mocinho preferido de toda a série, tem um humor negro que eu aprecio muito e um homem forte e decidido, verdadeiramente apaixonante... a cena em que ele e Sarah dançam apoiados em sua bengala é a mais linda de todas... Já Sarah pode ser considerada seu oposto, e o complementa perfeitamente... eles formam um casal lindo...

Outra coisa bem legal é a possibilidade de fazermos relação com as histórias dos Bridgertons que são sempre citados nos livros dessa série...


QUARTETO SMYTHE-SMITH
- Os mistérios de Sir Richard

0 comentários:

Deixe seu comentário