As melhores mães das séries


Dia das Mães chegando e é tempo de valorizar as mães das características mais variadas. Porque o que importa, no final, é o amor, e isso elas têm de sobra. E pra celebrar essa diversidade, nada melhor do que eleger as mães mais marcantes das séries, né?




Lorelai Gilmore - Gilmore Girls





Rainhaaaa! Desculpa, gente, não tem como ser séria quando se fala da Lorelai. Divertida, inteligente, língua afiada, sarcástica, capaz de falar 109383 palavras por minuto, ela ainda é uma mãe que faz tudo pela filha, Rory. Grávida aos 16 anos, Lorelai largou a vida rica na casa dos pais para dar a Rory um destino diferente daquele que odiava. Ok que elas passaram por muitas dificuldades por conta dessa decisão, mas isso tornou a amizade das duas uma das mais belas da TV. Não tem como fazer uma lista de mães marcantes das séries e não lembrar dela. 

Catelyn Stark e Cersei Lannister - Game of Thrones




Eu sei que o certo era falar uma por série, mas Game of Thrones traz mulheres tão incríveis que não dá pra escolher só uma. Vamos começar pela mãe dos Stark, Catelyn. Casada e feliz com Ned Stark, Catelyn vê sua confortável vida familiar ao lado dos cinco filhos se desmoronar depois que o marido vai à Porto Real e a guerra dos tronos começa. Sofredora e por vezes impetuosa demais, mas uma verdadeira leoa quando se trata de proteger os filhos e com mais honra e coragem do que a maioria dos personagens.


Já Cersei é uma vilã odiosa. Armou a morte de vários personagens queridos, é falsa, venenosa, mimada e incestuosa. Mas, até mesmo nas palavras de Tyrion, o que a redime (se é que algo pode redimi-la totalmente) é o amor incondicional que tem pelos filhos (mesmo se um deles for um psicopata como Joffrey). Nisso, sua dor se parece com a de Catelyn: a impossibilidade de protegê-los do perigoso jogo de poder que os cerca. 




Joyce - Stranger Things


Considerada como louca pela cidade após o desaparecimento do filho Will, Joyce é uma mulher persistente. Seu amor pelo menino era tão grande que ela encontrou uma forma de se comunicar com ele através dos piscas-piscas e levou a investigação a outro nível. E antes mesmo do sumiço, ela se provava uma mãe lutadora, cuidando sozinha de dois filhos e ainda trabalhando num supermercado.
Quero mais da Joyce na próxima temporada! 


Lois - Malcolm in the Middle


Ela pode parecer louca (e às vezes é), mas Lois precisa mesmo meter medo nos quatro filhos extremamente desordeiros que tem. Ela sozinha consegue manter a moral na casa, orientar o marido e colocar todo mundo na linha. Saindo do estereótipo de mães fofinhas das comédias, Lois mostra que não precisa de ninguém para ser a mãe mais corajosa (Se ainda não viu Malcolm, por favor, assista. É uma série antiga, mas que vale ser revivida!)


Dona Nenê - A Grande Família




E claro que não podia faltar ela, a mãe mais querida da televisão brasileira aberta. Durante anos, pudemos acompanhar a paciente e amorosa Dona Nenê driblar as dificudades financeiras, as confusões no trabalho do marido Lineu, as enrascadas do genro Agostinho e conseguir fazer todo mundo se reconciliar no final. Mais do que todas as outras, essa é uma mãe que se aproxima mais da nossa, mais real, brasileira, e sem deixar o bom humor.


Gostaram da lista? Qual seriam as mães mais marcantes das séries, na sua opinião?

Feliz Dia das Mães!

4 comentários:

  1. Com certeza a Joyce é uma das melhores mães de todas as séries. Afinal ela conseguiu se comunicar com o filho que estava em outra dimensão, hahah A única outra que já assisti a série é a Dona Nenê :))
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amo a Joyce e a Nenê, Betânia! Mas recomendo fortemente as outras séries também, são ótimas :)

      Bjos!

      Excluir
  2. Oi Mika
    Minha meta como mãe é ser tão amiga do meu filho quanto a Lorelay, mas vai por mim: A ficção faz parecer tão mais fácil... E isso que meu filho ainda é um bebê, imagina quando estiver na adolescência!
    Mães são fodas, cada uma do seu jeito. Amo ser mãe.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lary!
      Como não sou mãe, nem consigo imaginar os desafios que vão muito além do que é mostrado nas séries. Mas imagino que o amor deva ser muito recompensador!
      Também adoraria ser uma mãe como a Lorelai!
      As mães são mesmo maravilhosas em todos os seus jeitos.
      Feliz Dia das Mães, viu? ;)

      Beijos!

      Excluir