5 livros em que a capa original foi melhor que a do filme


É sempre assim: um livro virou filme e logo a capa muda. Às vezes, muda pra melhor. Outras vezes, a capa fica super sem graça. E ainda outras vezes, a capa nova pode até ser bonitinha, mas não supera a original por não ser tão marcante.

Pra resumir? É sempre aquela tensão quando a editora avisa que vai lançar o livro novamente com a capa do filme. Muita gente não curte ter os atores na capa do livro ou simplesmente prefere separar as duas coisas.

Eu canso de ver isso acontecer. Mas algumas capas tiveram uma mudança tão drástica que precisei elencar aqui. Por isso, eu escolhi cinco capas de filme que não chegam nem perto de superar a original. Vamos ver?





Garota Exemplar - Gillian Flynn


Você pode até achar a capa com Ben Affleck mais atrativa, mas a capa preta com fios de cabelo (?) rosa ficou tão icônica que não dá pra imaginar o livro sem ela. 
Por mais cinematográfica que tenha ficado, ela é sem emoção e podia ser de uma história qualquer. A capa original é simples, mas transmite uma força muito maior, pelo pra mim.







A Culpa é das Estrelas - John Green


Essa capa original é ainda mais icônica. Ela inspirou camisetas, paródias, DIY e tudo o que você pode imaginar com esses dois balõezinhos. É simples, bonito e é a própria identidade de A Culpa é das Estrelas. 

Aí você vê a capa do filme... É bonitinha, ok, mas ela simplesmente não tem a mesma força. Inclusive eles usam a mesma fonte - ou uma parecida, pelo menos - com a da capa original pra não destoar tanto, mas não rola. 


O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares - Ransom Riggs

 O meu exemplo mais recente! Eu já tinha tido várias oportunidades de comprar esse livro por um valor mais barato... Só que era com a capa do filme. E, pra mim, não tinha graça nenhuma.

Porque, gente, o livro é de uma produção impecável. A foto sombria da capa não tem como ser superada por uma capa de filme coloridona e sem identidade.






A Menina que Roubava Livros - Markus Zusak


Esse é um dos que me deixa com mais raiva. Porque eu amo esse livro. E a capa do filme estragou tudo. Primeiro porque o filme é totalmente sem graça, totalmente esquecível e desperdiçou um potencial imenso de entrar no hall dos grandes filmes sobre a Segunda Guerra Mundial. Ou seja, mesmo que a capa fosse linda, ainda remeter a esse filme.

Segundo porque a capa é igualmente sem graça. Sério. A capa de A Menina que Roubava Livros é realmente original e a do filme é a imagem da atriz (cheia de Photoshop, o que não tinha necessidade por ser uma criança) com os livros, algo bem clichê mesmo. Errou feio, errou rude!


Carrie, a Estranha - Stephen King

 Confesso que eu nem assisti essa versão com a Chloe Grace Moretz, mas nem precisa. Carrie, a Estranha, é clássico. Ponto. Nem que tinha que ter capa nova. Os clássicos do Stephen King já são tão consolidados no sucesso que nem precisam desse "incentivo" da editora pra venderem mais.

A capa do filme é até legal, assustadora e tal. Mas é um filme que não vai ficar pra posteridade. E o livro vai. Taí a diferença.



E você? Também tem livros cujas capas originais são melhores que as do filme? Comente ;)

19 comentários:

Deixe seu comentário