5 séries com mulheres incríveis



Mulher-Maravilha não tá só no cinema não, hein (um beijo pra esse filme, aliás!)! Na realidade, elas nem precisam ter poderes. São aquelas mulheres fortes, lutadoras, espertas e que são maravilhosas justamente por não serem perfeitas, como todas nós!


Game of Thrones

Daenerys, interpretada por Emilia Clarke.
Ok, essa é com algumas ressalvas. O roteiro e a direção da série são machistas algumas vezes, colocando cenas de nudez feminina apenas para objetificação ou alterando o destino de uma certa personagem porque só conseguiam conceber o amadurecimento dela com um sofrimento misógino (o que foi ridículo, se vocês sabem de quem estou falando). PORÉM, a história original traz mulheres incríveis. Com isso, a série também acaba trazendo. Na verdade, é difícil encontrar alguma que não seja, da sua forma.
Arya, interpretada por Maisie Williams.

Temos a Mãe dos Dragões, Daenerys Targaryen, que saiu de irmã manipulada para líder de vários povos; Arya Stark, que consegue mostrar que uma mulher (menina, aliás) pode sobreviver em mundo dominado por homens com sua espada e coragem; Ygritte, uma "selvagem" do Povo Livre, que luta em batalhas, não liga para convenções sociais e não tem medo de se arriscar nos seus sentimentos; Brienne of Tarth, a mais honrada entre todos os cavaleiros vistos na série - e uma das mais habilidosas também.

Orange is the New Black

Red, interpretada por Galina Reznikov.
Quando a riquinha Piper vai para a prisão de Lichtfield, a série mostra algumas das mulheres mais incríveis da televisão! Eu acho o drama de Piper um tédio sem fim, mas as histórias das mulheres que foram parar ali são de arrepiar e emocionar.
Sophia, interpretada por Laverne Cox.

Temos a chefona da cozinha Red, que teve que lidar com mafiosos russos no passado; a linda cabeleireira Sophia, que precisa lidar com o preconceito de ser transexual; a latina Gloria, que enfrentou violência doméstica para proteger a família; a riquinha Nicky, que caiu no submundo das drogas e ainda não se recuperou. E muuitas outras! São histórias emocionantes, que fazem você ter empatia por aquelas que a sociedade normalmente esquece.


Mad Men

Peggy Olson, interpretada por Elisabeth Moss.
Em um série que mostra os mundo das agências de publicidades dos anos 60, um universo dominado por homens, não teria espaço para mulheres interessantes, certo? Errado! A série mostra a complexidade de todas as personagens femininas nos vários lugares em que uma mulher ocupava naquela época: no lar, no trabalho, nas artes liberais... E tudo isso mostrando os seus sentimentos com realismo!
Joan Holloway, interpretada por Christina Hendricks

Temos a tímida Peggy, que vai de secretária à primeira redatora mulher da agência, enfrentando as pressões para ter uma família e ao mesmo tempo ser bem-sucedida; Betty, esposa do protagonista Don Draper, que, por baixo da fachada de dona-de-casa perfeita, esconde ansiedade, amargura e insatisfação; Joan, a competente chefe das secretárias, que precisa mostrar a sua inteligência para além da beleza e ter jogo de cintura para os comportamentos machistas dos colegas de escritórios.

Gilmore Girls

Rory e Lorelai, interpretadas por Alexis Bledel e Lauren Graham
Já cansei de falar dessa série (mentira, não canso nunca de falar sobre Gilmore Girls!) e ela é um dos maiores exemplos de independência, empoderamento e companheirismo entre mulheres do mundo da série. Tudo isso com dramas dosados de humor, diálogos afiados e situações peculiares.

Emily Gilmore, interpretada por Kelly Bishop.

Temos a incrível Lorelai, que fugiu da vida de riqueza ainda grávida para proporcionar à Rory uma vida mais real e simples, com uma amizade e apoio lindos de se ver; Rory, que mostra que não tem problemas em se perder algumas vezes tentando se encontrar na vida, contanto que não se deixe a ternura e o bom-humor de lado; Emily, mãe de Lorelai, que mostra que é sempre possível encontrar força para se reerguer.


The Good Wife

Diane Lockhart, interpretada por Christina Baranski.
Como assim uma série que retrata uma esposa que vive à sombra de um marido político pode ter mulheres incríveis? Porque a série retrata as mulheres com realismo - e também porque Alicia vai se tornar advogada e se mostrando mais confiante e esperta.
Kalinda Sharma, interpretada por Archie Panjabi.

Temos a "boa esposa" Alicia Florrick, que após a prisão do marido e o vazamento de fotos dele com prostitutas, decide reerguer a vida voltando a trabalhar como advogada; Diane Lockhart, sócia do escritório (e dona da minha admiração!) e defensora ferrenha de seus ideais, mesmo que precise lidar com conflitos, às vezes; Kalinda, uma investigadora destemida que não tem medo de mostrar a sua sexualidade e as suas habilidades com uma arma.


E você? Qual série você considera ter mais personagens femininas incríveis?

18 comentários:

Deixe seu comentário