Tudo e Todas as Coisas - Nicola Yoon

Sinopse: A doença que eu tenho é rara e famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Não saio de casa. Não saí uma vez sequer em 17 anos. As únicas pessoas que eu vejo são ­minha mãe e minha enfermeira, Carla.
 Então, um dia, um caminhão de mudança para na frente ­da ­casa ao lado. Eu olho pela janela e o vejo. Ele é alto, magro e está todo de preto: blusa, calça jeans, tênis e um gorro que cobre o cabelo. Ele percebe que eu estou olhando e me encara. Seu nome é Olly.
 Talvez não seja possível prever tudo, mas algumas coisas, sim. Por exemplo, vou me apaixonar por Olly. Isso é certo. E­ é quase certo que isso vai provocar uma catástrofe.

Título: Tudo e Todas as Coisas
Autor(a): Nicola Yoon
Editora: Arqueiro
Páginas: 280
Ano: 2017
Classificação:

Tudo e Todas as Coisas foi uma leitura surpreendente, eu estava com muitas expectativas em relação a esse livro e foi ainda melhor do que imaginei.
Vêm conferir:


Madeline Whittier tem uma doença rara, conhecida como 'doença do bebê que vive na bolha', ou seja, Madeline é alérgica ao mundo, sim, ela está a 17 anos sem sair de casa, ela tem contato com bem poucas pessoas, ou melhor, ela só tem contato com a sua mãe e sua enfermeira Carla, se outra pessoa quiser entrar na casa de Madeline precisa passar por exames, e uma descontaminação, e o mais importante, não pode tocar em Madeline;


Madeline passa a maior parte do tempo em seu quarto, e é leitora gente (me encantei por ela logo que descobri isso haha), ela faz resenhas no Tumblr, faz alguns jogos com sua mãe, assiste filmes, até que um dia chega um caminhão de mudanças na casa ao lado. Ela deixa a curiosidade tomar conta e vai até a janela, e observa a nova família que está se mudando, mas alguém chama mais a sua atenção, alguém que mais para frente vai se tornar muito importante para Madeline, seu nome? Oliver, ou melhor, Olly.


Madeline é a melhor espiã do mundo, começa a observar os novos moradores, e fica cada vez mais intrigada com Olly, vê os problemas familiares dele, e sabe a rotina de todos da família de Olly, tudo isso da janela do seu quarto. 
Mas Madeline não pode sair, e Olly não pode entrar, como isso vai acabar? Leiam!

"Se você não têm do que se arrepender, é porque não está vivendo."

Quero começar dizendo que eu fui completamente surpreendida por esse livro, estava com muita vontade de ler ele a algum tempo, estava com as expectativas lá em cima, e no final foi ainda melhor do que eu esperava, eu achava que era mais um livro que a protagonista está doente, e isso ia tomar conta de todas as páginas do livro, mas NÃO, é totalmente ao contrário, Madeline é uma personagem forte, que não deixa a doença que tem a abater, eu fico me imaginando no lugar dela e eu surtaria, imagina não poder sair de casa, não poder conversar com outras pessoas pessoalmente, viver sempre da mesma forma e na mesma rotina, mas isso não abate nossa protagonista, ela se faz cada vez mais forte, não só por ela, mas também pela sua mãe que é totalmente dedicada a ela.
O romance no livro também acontece de forma leve, o leitor consegue sentir o que os personagens estão sentindo e isso é incrível, nada foi exagerado, a autora arrasou na escrita, e já quero ler mais livros dela.
A autora também colocou assuntos como brigas familiares, alcoolismo, perdas familiares, e muito mais. Mas tudo se encaixando perfeitamente na história.

"A teoria do caos diz que a menor das alterações nas condições iniciais pode provocar resultados totalmente imprevisíveis. O bater das asas de uma borboleta pode provocar o vento que se torna um furacão."

Todos os personagens cativam o leitor de alguma forma, Madeline, Carla, e Olly são meus favoritos.
E gente, que final foi aquele? Uma reviravolta total, que me deixou sem chão. Só senti que o final foi muito rápido, eu queria mais, mais explicações, queria saber o que aconteceu depois, mas não deixou de ser um final e tanto.

Referente a edição da Arqueiro, a capa está linda (edição com a capa do filme), as letras de bom tamanho, a leitura fluí de forma agradável, tem bastante imagens dentro, desenhos, passagens de avião, resenhas da Madeline, gráficos, mensagens, troca de e-mail, e oito páginas com fotos do filme. Não encontrei erros ortográficos.

Recomendo a leitura para todos, aproveitem que o filme vai lançar agora dia 16 (junho/2017) e leiam o livro.

Trailer do filme:


Você vive ou apenas existe?
Me conta aqui nos comentários se já leram o livro, ou se leriam.
Beeeeijos!

10 comentários:

  1. Oi.
    Eu li recentemente O sol também é uma estrela da autora, e confesso que me apaixonei por sua escrita.
    Eu estou louca para ler Tudo e todas as coisas também, a premissa é muito interessante e fiquei feliz demais em saber que o livro correspondeu as suas expectativas, adoro quando os personagens são bem construídos e fiquei curiosa para saber que reviravolta é essa que teve no final.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Olá.
    Não conheço a escrita da autora, mas a premissa desse livro já me conquistou. Personagens que cativam, história bem estruturada e com uma bonita mensagem, com certeza vou querer ler.
    Também gostaria de assistir o filme.
    Obrigada pela indicação.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite!
    Eu adorei a premissa deste livro. O casal principal, mesmo com essa barreira, aparenta ser um charme. É bom ver casais diversificados na literatura. Também deve acrescentar muito ao leitor conhecer mais sobre essa doença tão invisível aos olhos da sociedade. Confesso que nunca tinha ouvido falar da mesma antes do livro/filme.
    A Madeline parece ser uma garota forte e super divertida.
    Nossa, estou muuito ansioso para ler ''Tudo e todas as coisas''. E é curtinho, então devo fazê-lo logo, logo.

    ResponderExcluir
  4. Aline!
    Tive oportunnidade de ler alguns capítulos do livro quando tinha parceria com a NC, a primeira editora que lançou o livro, só depois a Arqueiro adquiriu os direitos e desde que li, me identifiquei muito com Madeleine, não tenho a doença dela, mas tenho certa limitação e fico mais tempo em casa do que saio, mas já vivi muito quando era totalmente boa e não posso nem reclamar.
    Fato é que quero continuar acompanhando a história dela e seu amor por Olly e claro, saber como tudo terminou.
    Desejo uma ótima semana e um feliz dia dos namorados!
    “Onde há estudo - há sabedoria.” (Textos Judaicos)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  5. Esse livro é muito bem falado no booktube gringo, com aquela capa linda QUE NÃO É A CAPA FEIA DO LIVRO que é muito maravilhosa, masconheci sobre a história no trailer que passou durante wonder woman. Me parece uma história sensível sobre doenças, tipo a culpa é das estrelas e aquele outro lá do cara paraplégico, que não me lembro o nome direito. Mas confesso que só adicionei o livro na minha wishlist por essa resenha ASHASSAUSAUSUASHSAHSAHHSA já quero ler. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi Aline, tudo bem?
    Eu estou com tanta vontade de ler este livro, e com certeza conferir o filme também. Essa estória parece mesmo ser muito linda e emocionante. Cada resenha que eu leio só me deixa ainda mais curiosa pela leitura. Muitas pessoas falam que a escrita da Nicola é linda, e eu particularmente prferia a capa antiga.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Ahhh!!
    Quero pra ontem esse livro!!
    Todo mundo lendo e todo mundo amando e eu aqui na espera !!
    Estou super ansiosa pra o ler e já sei que vou me apaixonar pelos protagonistas e me surpreender com a história !!
    Bjos

    ResponderExcluir

  8. Oi Aline!

    Que resenha linda fizeste do livro! Agora fiquei hiper curiosa e quero ler este livro concerteza.
    Amei o trailer e não vejo a hora de ver este filme também.
    Obrigada pela partilha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi! Eu to doida pra ler esse livro e em seguida assistir o filme. Já li resenhas super positivas e outras negativas sobre a história, e por isso quero ler e tirar minhas próprias conclusões. Beijoss

    ResponderExcluir