Mais do que isso - Patrick Ness @Novo_Conceito

Um garoto se afoga, desesperado e sozinho em seus momentos finais. E morre. Então ele acorda. Nu, ferido e com muita sede, mas vivo.
Como pode ser? Que lugar é este, tão estranho e deserto?
Enquanto se esforça para compreender a lógica de seu pior pesadelo, o garoto ousa ter esperança. Poderia isto não ser o fim? Poderia haver mais desta vida, ou quem sabe da outra vida?
Do premiado autor Patrick Ness, o mais perturbador romance Young Adult do nosso tempo.



Título: Mais do que isso
Autor: Patrick Ness
Editora: Novo Conceito
Páginas: 432
Ano: 2017
Classificação: Favorito

Vou começar me desculpando, mas essa precisa ser uma resenha tamanho GG.

Antes de começar a contar sobre o livro, vou ressaltar que sou um grande fã do autor. Li a trilogia do Caos que são grandes livros com escritas ótimas e desde então virei um caçador de livros do Patrick Ness. Soube que ele fez algumas participações em coletâneas do Doctor Who, e tem um livro chamado Sete Minutos depois da Meia-Noite que fez um grande sucesso e foi adaptado cinematograficamente e está disponível na Netflix.



Mas vamos falar, ou melhor, precisamos falar sobre Mais do que isso. Devo confessar que não li sinopse, não me aprofundei para saber o enredo do livro, apenas li no rodapé “Patrick Ness” e foi o suficiente para saber que precisar ler aquele livro.

O livro começa com um garoto se afogando, não sabemos como ele foi parar ali, apenas que ele está lutando para sobreviver. Mas a força do mar o joga com toda a força contra as pedras e é o fim do jovem rapaz.

"Isto não é o inferno, não, Senhor Vocês Não Estão Aqui Então Espero Que Não Liguem Se Eu Matar Vocês. Tudo do que está se lembrando, tudo com que está sonhando, cada pedacinho idiota da vida que se lembra de ter vivido? Aquilo era o inferno."

Temos aqui a história de Seth, um adolescente de 17 anos, europeu, porém devido a conturbações sua família decidiu se mudar para os Estados Unidos. Seth mora com sua mãe e seu pai que vivem em função do seu irmão caçula o Owen, que por sua vez sofre de diversos problemas por traumas passados.

No início só sabemos que o Owen tem vários problemas motores e psicológicos e que tem graças ao Seth, e por isso o jovem acredita que seus pais lhe tratam com indiferença, principalmente sua mãe.

Ao passar os capítulos, descobrimos que Seth é homossexual e tem um romance com um de seus “amigos”, entretanto tudo apenas entre eles e sempre escondidos. Só que um certo dia, uma foto dos dois é vazada e todos do círculo de amizade de ambos os garotos ficam sabendo.

E é aí que voltamos para o garoto que se afogou. Após a morte, Seth acorda em seu país de origem, na casa em que vivia com seus pais e Owen antes da tragédia. Tudo é um completo deserto, há poeira em tudo e plantas, ervas daninhas espalhadas por todo o canto. E aparentemente apenas ele. O único habitante do planeta.

O livro é dividido em 4 partes e essa é apenas a primeira. Não quero dar mais detalhes porque sei que vai estragar a essência do livro. O livro é muito mais do que isso, há reviravoltas impressionantes. No começo estava me arrependendo, parecia um livro de autoajuda e reflexão, mas entre a parte um e a parte dois você começa a devorar o livro.

No final você tem uma lição sobre a vida e o final em si do livro deixa várias pontas soltas. Senti um pouco de raiva por causa disso, eu precisava saber o que aconteceria depois, mas percebi que para o livro ser mais do que isso, deveria ter acabado exatamente ali. Espero que venha uma adaptação para ele, Mais do que isso é um livro merecedor de Oscar.

E escrevi a resenha com o intuito de passar a mesma mensagem do John Green. Leiam, apenas leiam esse livro. Não vou contar mais sobre isso, não vou estragar a leitura de vocês. Leiam. 




Não deixe de participar do nosso top comentarista do mês

41 comentários:

Deixe seu comentário