Meus Dias Com Você - Clare Swatman

Numa fatídica manhã, Ed e Zoe têm uma discussão terrível, algo recorrente no seu casamento em crise, e ela acaba se despedindo de forma brusca quando ele sai para o trabalho.
Pouco tempo depois, um ônibus acerta a bicicleta de Ed, matando-o e deixando Zoe arrasada por não ter lhe dito quanto o amava. Se tivessem ficado mais um pouco juntos aquela manhã, ele ainda estaria vivo? Será que poderiam ter reconstruído o amor que os unira?
Após dois meses, Zoe ainda não conseguiu se conformar. De luto, decide cuidar do jardim do marido, quando acaba caindo e desmaiando. Então, algo estranho acontece: ao acordar, ela está em 1993, no dia em que conheceu Ed na faculdade.
A partir desse instante, Zoe passa a reviver momentos cruciais de sua vida e percebe que talvez tenha conseguido uma segunda chance: uma oportunidade de fazer tudo diferente, de focar naquilo que realmente importa, de mudar os rumos do relacionamento – e, quem sabe, o destino de seu grande amor.
Título: Meus Dias com Você.
Autor(a): Clare Swatman.
Editora: Arqueiro.
Páginas: 288.
Ano: 2017.

Classificação: 

Você se arrepende de algo que fez no passado? Algo que deixou de dizer por orgulho ou achando que teria todo o tempo do mundo, e deixando isso pra lá? O que você faria se acordasse e revivesse alguns momentos da sua vida? Momentos que podem ser importantes para não perder alguém lá na frente? Qual seria sua reação?




Zoe e Ed tiveram uma briga feia, e de manhã antes de ir para o trabalho Zoe nem ao menos diz o quanto ama Ed, ele sai triste e ela está estressada, vai para o trabalho e lá recebe a notícia que um ônibus acertou a bicicleta do seu marido e ele não resistiu e morreu.
Zoe perde o chão, e se ela tivesse se oferecido para leva-lo ao trabalho? E se tivesse segurado ele mais uns minutos? E se tivesse falado o quando o ama? Algo teria mudado?
"- Mas eu estava muito zangada com ele. E ele não tinha feito nada errado. Eu nem me despedi, e agora ele morreu e nunca mais vou poder dizer a ele quanto o amo. É tarde demais. O que vou fazer agora?"
Zoe está em luto, nada faz ela ter coragem de seguir em frente sabendo que poderia ser diferente, então em um surto de raiva ela começa a arrancar todas as plantas do jardim de inverno que Ed tanto amava, mas cai e bate a cabeça e acaba desmaiando;


Quando acorda Zoe está no quarto da casa de seus pais, e em vez de ter 38 anos, ela está novamente com 18 anos, as coisas estão encaixotadas e ela está indo para a faculdade, mas o que esse dia tem de importante? Sim, foi o dia em que Zoe conheceu Ed.
A partir desse momento Zoe começa a passar por alguns momentos que são muito importantes, tanto para ela quanto para Ed, e acompanhamos e conhecemos mais sobre os dois, os motivos das brigas, o tempo que levou para ficarem juntos, as viagens, e muito mais.
Mas por que Zoe está passando por todos esses momentos de novo? Algo vai mudar lá na frente? Ela vai conseguir dizer a Ed o quanto amava ou ainda vai ser tarde demais? LEIAM <3
" Talvez seja como o efeito borboleta: uma pequena mudança em algum lugar ao longo do caminho pode criar uma transformação enorme e impactante na vida de alguém a quilometros, ou anos, de distâcia. O que talves signifique que até mesmo uma minuscula mudança hoje pode ser relevante o suficiente para evitar que eu perca meu Ed."
Estava muito ansiosa para a leitura desse livro, a capa havia me chamado muito a atenção e a sinopse me deixou curiosa para saber o que iria acontecer.
A autora escreve de forma leve, e os capítulos são curtos conforme os dias em que Zoe reviveu. Os personagens são cativantes, e o livro passa uma mensagem linda.

Achei no começo que iria me decepcionar porque a premissa não tem muita novidade, mas ao decorrer do livro me sentia presa e não conseguia largar, ficava ansiosa para saber qual seria o próximo momento que Zoe iria reviver, e se no final algo iria mudar.

Zoe é uma personagem com personalidade forte, e em muitos momentos eu pensava 'não acredito que você fez isso', ou então 'eu não acredito que você brigou com ele por isso', mas quem já viveu com outra pessoa sabe que as brigas são pelos motivos mais insignificantes, o que me fez pensar na minha vida também, quantas brigas por besteiras, ou quantas coisas não ditas por orgulho.
A Zoe que queria fazer tudo diferente me surpreendeu muito, o que acabou me conquistando. Já o Ed é um amor, sempre prestativo, além de marido sendo melhor amigo, e claro temos a família deles, a irmã de Zoe, seus pais, e a mãe de Ed que fazem muita diferença na história toda. Sem falar da Jane, que é a melhor amiga de Zoe, gente eu quero ela na minha vida, que amiga hein? Sempre ali pela Zoe, sem deixar nada abalar a amizade delas.

Enfim, não vou falar muito para não entregar a história, mas eu indico muito esse livro, para qualquer pessoa, e quero dizer que nunca é tarde para falar o que a gente sente, e o quanto alguém é importante na nossa vida, não estou falando só de marido/namorado, mas de mãe, pai, irmãos e amigos, vai lá e mostre a diferença ;)

E prometo para vocês que quando vocês descobrirem o significado desse balão laranja vocês vão se emocionar assim como eu me emocionei, então corre ler e depois vêm me contar o que acharam?!

Ah e me fala aqui nos comentários o que acharam da resenha, e se querem ler? :D

Não deixe de participar do nosso top comentarista do mês

15 comentários:

Deixe seu comentário