No Coração da Floresta - Emily Murdoch

E se tudo o que você soubesse fosse uma mentira? E se a pessoa que deveria te proteger não tivesse condições nem mesmo de cuidar de si mesma? Carey é uma jovem de 15 anos com uma história de vida difícil. Levada às escondidas pela mãe para um parque nacional quando ainda era uma criança, tudo o que ela e a irmã menor conhecem é a floresta. Elas só têm uma a outra, considerando que a mãe, viciada em drogas e mentalmente instável, muitas vezes desaparece por dias sem fim. É durante um desses sumiços que repentinamente as meninas se vêem diante de dois estranhos, que as tiram da floresta e as levam para um mundo novo e surpreendente de roupas, meninos e aulas. Agora Carey precisa enfrentar a verdade por trás do seu passado e decidir se vale a pena revelar um terrível segredo, que, caso descoberto, pode colocar em risco a segurança e a nova vida das duas irmãs. No coração da floresta foi indicado a inúmeros prêmios, como a Carnegie Medal em literatura, e seus direitos foram vendidos para 8 países. Primeiro livro de Emily Murdoch, recebeu a seguinte crítica estrelada do Booklist: “Um livro cheio de dor e esperança. Uma estreia surpreendente.”

Título: No Coração da Floresta
Autora: Emily Murdoch
Editora: Agir Now
Ano: 2015
272 páginas


Eu admito: a capa foi o que me atraiu nesse livro logo de cara. Isso e também porque pensei que o enredo era totalmente diferente (acabei confundindo com outro livro sobre florestas e irmãs). Então, a leitura acabou sendo uma surpresa pra mim.

Normalmente, eu não gosto de ler sobre temáticas tão dolorosas (eu acabo sofrendo junto com os personagens e posso passar dias pensando na história), mas Emily Murdoch me surpreendeu. A história é delicada, sutil, corajosa, cheia de momentos de aquecer o coração. E a protagonista, Carey, simplesmente vai pro hall das melhores que já vi.


Duas meninas muito corajosas


Carey e Jenessa foram criadas pela mãe drogada no meio da floresta em um trailer velho, tendo somente latas de feijão para comer durante semanas muitas vezes. Até que o pai de Carey e a assistente social aparecem para levá-las dali.

No começo, a memória de Carey tem tanta saudade da antiga que até pensamos que não era tão horrível assim, mas à medida que ela vai lembrando de coisas hediondas que a mãe a obrigava a fazer, você vai sentindo um aperto no coração por ela.

A coragem dessa menina em cuidar e proteger a irmã, em enfrentar o mundo "real" com os draminhas de adolescentes idiotas, em se permitir amar e se perceber como merecedora disso é maravilhosa. Sério, só pela Carey, o livro já vale a pena.

- O que quer dizer com a gente num tem nada? Você tem esses livros, pra começar. Livros são como novos mundos - falo de forma respeitosa.
- E daí?
- E daí que isso significa que você tem o mundo. E é melhor tomar conta dele

E Jenessa é muito fofa, o retrato da inocência, impossível não gostar dela.


Uma narrativa sutil e delicada


Eu achava que a história seria tipo um thriller com Carey descobrindo mais detalhes assustadores da sua vida, mas é mais um drama mesmo. É sobre a parte mais feliz da vida da menina, mas ainda assombrada por segredos da floresta.

Embora a meia irmã Delaney seja uma chatinha, temos personagens incrivelmente amorosos como a madrasta Melissa e a nova melhor amiga Courtney, a fadinha. E, claro, o lindo Ryan, que acaba balançando o coração de Carey.

No geral, apesar de tanto sofrimento e de tantas pessoas horríveis terem passado pela vida das duas irmãs, a história é pontuada pela gentileza de pessoas ternas e bem "reais". Isso acaba equilibrando a trama.

O final já antecipado


Quando percebemos o tipo de coisa que a mãe fazia Carey passar, já dá pra intuir do que se trata o grande segredo da narrativa. E acaba que não é surpreendente, embora seja dolorosamente triste. Acho que o grande momento da história é nos admirarmos mais ainda com a força da protagonista.

Sério, essa menina é incrível.

Agora, eu sempre falo isso, mas senti tremendamente a falta de um epílogo. Merecia muuito um epílogo. Eu preciso saber como os personagens ficaram depois, queria ver mais da vida das meninas e das relações com outros personagens. E faltou saber mais detalhes do que aconteceu.



Gente, esse é um livro emocionante e muito sutil, realmente um drama de qualidade muito boa, a estreia de uma escritora bem talentosa.


Não deixe de participar do nosso top comentarista do mês

14 comentários:

Deixe seu comentário