Lembre-se, é apenas um jogo — Caraval, da Stephanie Garber @Novo_conceito



Título: Caraval
Autor(a): Stephanie Garber
Editora: Novo Conceito
Páginas: 352
Ano: 2017

 
Sinopse: Scarlett nunca saiu da pequena ilha onde ela e sua irmã, Donatella, vivem com seu cruel e poderoso pai, o Governador Dragna. Desde criança, Scarlett sonha em conhecer o Mestre Lenda do Caraval, e por isso chegou a escrever cartas a ele, mas nunca obtivera resposta. Agora, já crescida e temerosa do pai, ela está de casamento marcado com um misterioso conde, e certamente não terá mais a chance de encontrar Lenda e sua trupe, mas isso não a impede de escrever uma carta de despedida a ele. Dessa vez o convite para participar do Caraval finalmente chega à Scarlett. No entanto, aceitá-los está fora de cogitação, Scarlett não pretende desobedecer ao pai. Sendo assim, Donatella, com a ajuda de um misterioso marinheiro, sequestra e leva Scarlett para o espetáculo. Mas, assim que chegam, Donatella desaparece, e Scarlett precisa encontrá-la o mais rápido possível.
Classificação 4

 

Um livro com uma premissa interessante e entrega um conteúdo que vai lhe prender ao enredo. Caraval foi muito bem escrito apesar de sentir umas lacunas entre os momentos de aventura, como quando algo estar chegando no seu ápice, porém recebe um balde de água fria... mas calma gente, até as águas frias do livro são encantadoras...

Toda a trama começa com Scarlett e a sua coadjuvante e irmã, a Donatella. As irmãs perderam a mãe quando ainda eram pequenas e vivem com o pai opressor e bastante violento que também é o Governador Dragna. 

A história se desenvolve a partir do sonho de Scarlett em conhecer Lenda, que é o Mestre do Caraval, ela envia várias cartas todos os anos para que Lenda pudesse realizar seu sonho, mas nunca obteve resposta... até certo dia, em que consegue os ingressos para o grande show.


Interpretei Caraval durante todo o livro como um jogo, mas eles situam como um “teatro mágico”. É um local que envolve a fantasia e coloca doses de realidade, onde coisas magníficas e traiçoeiras acontecem. Você pode optar por duas situações antes de entrar no Caraval, ser um observador ou um jogador.

Scarlett recebe três ingressos, e um deles é obvio que é para sua irmã. Entretanto, não é tão simples assim, Scarlett tem um casamento marcado com um Conde arranjado por seu pai e o casamento irá acontecer em poucos dias. 

Então Scarlett, Donatella e um marinheiro, Julian, que as ajudam a fugir do seu pai e as levar ao Caraval em troca do terceiro convite do show. Scarlett vai contra sua vontade por conta do casamento e quando chegam no show, Donatella desaparece e o que resta é procurar por sua irmã com a ajuda de Julian... mas para achar sua irmã precisará vencer o jogo e rápido pois terá que voltar a tempo de salvar seu casamento.

Ocorrem várias reviravoltas, romances – não aqueles bestinhas e melosos demais, bastante aventura e tudo com um ar de suspense... será que Caraval é mesmo o que dizem que é? 

O bom do livro é que você não sabe o que vem depois, você cria uma linha de raciocínio, mas no capítulo seguinte a autora já derruba isso. De certa forma eu gostei, não se torna um livro que você já sabe o que esperar do final, e então quando você percebe... já devorou o livro.

0 comentários:

Deixe seu comentário