[Resenha] Mary Poppins - P.L.Travers

Uma das personagens mais originais e universalmente amadas da ficção, agora, na coleção Clássicos Zahar. Carregando um guarda-chuva e uma maleta, Mary Poppins entra em cena voando. Literalmente. Gravada no imaginário das crianças de várias gerações, essa chegada fabulosa da peculiar babá da família Banks abre as portas para muitas outras aventuras e surpresas, como a história da vaca dançante e um chá da tarde nos ares. Mary Poppins é durona e misteriosa, e totalmente irresistível. Publicado em 1934, o livro foi um sucesso instantâneo e desde então fascina leitores de todas as idades.


Título: Mary Poppins
Autora: P.L.Travers
Editora: Zahar
Ano da edição: 2017
Ano de publicação: 1934
Quantidade de páginas: 192

Avaliação (de 0 a 5): 4,0

Se você conhece Mary Poppins do famoso filme da Disney, já fica esperando que o livro traga a doçura da Julie Andrews em suas páginas, não é? Então, não é bem assim. A Mary Poppins do livro consegue ser ainda mais fabulosa porque ela é a rainha das patadas! Nada comum para uma história infantojuvenil! Mas não tem como não se sentir criança lendo as aventuras dessa babá maravilhosa.


Do que se trata Mary Poppins?

Na gravura original.

Se você não conhece muito bem a história do filme ou quer saber mais do livro, Mary Poppins é uma babá misteriosa que aparece na casa da família Banks para cuidar de quatro crianças travessas. Ela aparece de forma misteriosa, soprada pelo vento, o que desperta o espanto dos pequenos. Apesar da severidade dela (sim, ela não é aquele amor de pessoa que vemos no filme), as crianças criam um apego incondicional àquela figura quase mítica.

Cada capítulo é uma aventura isolada, quase como episódios de um seriado sem tanta continuidade. Há o capítulo em que Mary e o Rapaz dos Fósforos entram nas pinturas, outro em que o zoológico abre à noite para uma exibição de pessoas em jaulas, outro em que uma estrela aparece no meio de uma loja durante as compras de Natal, dentre vários.  Essa falta de continuidade entre os capítulos torna a leitura mais demorada.

Como são os personagens?

Ríspida, mas com um bom coração.
Mary Poppins é ríspida, vaidosa e muito raramente demonstra algum afeto pelas crianças. Apesar disso, sua naturalidade em meio aos fenômenos mágicos e o respeito pelas figuras estranhas que eles encontram ao longo da história, mostra que o seu coração é bom e por isso ela é valorizada por todos ali.

As crianças são desenvolvidas nas suas qualidades e defeitos, mostrando-as de forma natural e ingênua, como deviam ser os pequenos da época. A autora traça um perfil curto, porém assertivo, do Sr. e Sra. Banks também. A narrativa não se demora em detalhar os personagens, mas fornece um panorama muito bom de quem eles são em poucas palavras.

Vale a pena ler Mary Poppins?

Apesar de que a autora, P.L.Travers, tenha dito que o livro não é para crianças, quem vai curtir a obra é quem valoriza história infantojuvenis, imaginativas, em que tudo é possível. Sem a racionalidade dos livros adultos. A narrativa não é boba, ela é muito bem escrita, irônica na medida certa e cuidadosa em não explicar demais sobre a personagem central.

Isso mostra que, antes de ser uma obra que encanta a criança que existe em nós, Mary Poppins é um livro com uma pegada literária e que teve pesquisa de referências para construir uma mitologia em volta da sua protagonista.

A edição Clássicos Zahar é impecável, com gravuras originais maravilhosas, capa dura, diagramação adequada para ler, tudo muito lindo. Definitivamente, um livro para não ser ignorado.

Curiosidade 1: O filme vai ganhar uma continuação com Emily Blunt no papel de Mary Poppins.
Curiosidade 2: P.L.Travers simplesmente odiou a adaptação da Disney e afirmou que Julie Andrews não tinha nada a ver com a personagem que ela tinha idealizado. Ela relutou durante anos em vender os direitos da obra para Walt Disney e não foi convidada para a pré-estreia do longa.
Curiosidade 3: Essa briga inspirou o filme Walt nos Bastidores de Mary Poppins, com Tom Hanks e Emma Thompson.



Trailer do filme de 1964





Teaser do novo filme ainda não lançado.


0 comentários:

Deixe seu comentário