Provence - o lugar onde se curam corações partidos - Bridget Asher

“Eis uma forma de colocar a coisa: a perda é uma história de amor contada de trás para frente... Toda boa história de amor guarda outra história de amor escondida dentro dela.”

A vida de Heidi com o filho Abbot tornou-se um jogo para manter viva a memória de Henry, bom pai e marido exemplar. Manter uma vida normal em um mundo em que Henry não existe mais está cada dia mais complicado. Heidi precisa lidar com o filho que se tornou um verdadeiro maníaco por limpeza e com a sobrinha Charlotte, uma adolescente problemática.

Uma casa em Provence, na França, que pertence à família de Heidi há gerações, é rica em histórias de amor e surpreendentes coincidências. Heidi e sua irmã mais velha, Elysius, passavam os verões lá quando crianças, com sua mãe. Mas a casa, as lembranças e os segredos de Provence haviam ficado no passado, mas agora, com o incêndio na propriedade, a casa precisa ser salva por Heidi. Ou será que é Heide que precisa ser salva pela casa?

Uma história de recomeço, amor e esperança em face à perda, onde uma pequena casa na zona rural do sul da França parece ser a responsável por curar corações partidos há anos. 

“Devemos ser sinceros quando o mundo não faz sentido...”

Título: Provence - o lugar onde se curam corações partidos
Autora: Bridget Asher
Editora: Novo Conceito
Ano: 2017
368 páginas

Avaliação (de 0 a 5): 5,0



Gente, que livro delicioso de ler! Juro que nem esperava isso tudo, mas ele enche a imaginação com cenários maravilhosos, desperta o paladar para a culinária francesa e aquece o coração com as histórias em torno da casa em Provence.

Como agarrar uma herdeira - Julia Quinn

Quando Caroline Trent é sequestrada por engano por Blake Ravenscroft, não faz o menor esforço para se libertar das garras do agente perigosamente sedutor. Afinal, está mesmo querendo escapar do casamento forçado com um homem que só se interessa pela fortuna que ela herdou.
Blake a confundiu com a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, e Caroline não vai se preocupar em esclarecer nada até completar 21 anos, dali a seis semanas, quando passará a controlar a própria herança milionária. Enquanto isso, é muito mais conveniente ficar escondida ao lado desse sequestrador misterioso.
A missão de Blake era levar “Carlotta” à justiça, e não se apaixonar por ela. Depois de anos de intriga e espionagem a serviço da Coroa, o coração dele ficou frio e insensível, mas essa prisioneira se prova uma verdadeira tentação que o desarma completamente.

Classificação: 

Livros de época são sempre os meus preferidos, sofro toda vez que uma série termina e fico super empolgada com cada série nova... logo, fiquei eufórica com essa nova série da Julia Quinn...

A série se chama Agentes da Coroa e é composta por apenas dois livros, se passa no mesmo período de outras séries da autora, mas é totalmente independente, sendo uma boa pedida para aqueles que querem se aventurar pelo gênero ou ainda não leram nenhum livro da autora... 

Depois de ler tantos livros do mesmo autor, muitas vezes os personagens acabam ficando parecidos ou mesmo os enredos dão aquela sensação de "déjà vu", e é sempre ótimo quando um autor foge disso e acaba nos surpreendendo a cada livro... e foi o que aconteceu nesse, onde ela criou um mocinho forte, decidido e totalmente contra se casar e uma mocinha que já sofreu muito na vida e quer desesperadamente fugir não importando o lugar...

O romance entre os dois personagens acontece muito rápido, logo eles se veem envolvidos, mas demoram a assumir que estão apaixonados, muito pelo contrário, ambos adoram discutir e os diálogos são sempre ótimos e cheios de alfinetadas... é um daqueles livros tão fluídos que quando você percebe já está acabando...

Blake é uma espécie de agente secreto da coroa e está atrás de um nobre contrabandista, ainda há suspeitas de que esse nobre seja um traidor e esteja entregando segredos da coroa para os franceses... acontece que esse suspeito é o tutor de Caroline e na noite em que ela consegue fugir de casa, Blake acha que ele é na verdade uma espiã conhecida como Carlotta, como o desejo de fugir para bem longe é maior que qualquer coisa, Caroline não faz nada para resolver o mal entendido e aceita de bom grado ser presa...

Claro que em se tratando de livros de época há sempre os clichês que não podem faltar e o final feliz é garantido, mas é justamente isso que eu amo no gênero, a certeza que não terei meu coração partido no final... se bem que nesse, devido a vida cheia de perigos que o mocinho vive, há bem mais emoções que outros livros do mesmo gênero e até algumas mortes que fazem valer ainda mais a pena a leitura...

Já estou ansiosa pelo próximo livro, o personagem é o melhor amigo de Blake e já gostei muito dele nesse livro... algo me diz que o dele será ainda melhor que esse!!

E você, já se rendeu aos encantos dos livros de época? Como está suas leituras??

Lembre-se, é apenas um jogo — Caraval, da Stephanie Garber @Novo_conceito



Título: Caraval
Autor(a): Stephanie Garber
Editora: Novo Conceito
Páginas: 352
Ano: 2017

 
Sinopse: Scarlett nunca saiu da pequena ilha onde ela e sua irmã, Donatella, vivem com seu cruel e poderoso pai, o Governador Dragna. Desde criança, Scarlett sonha em conhecer o Mestre Lenda do Caraval, e por isso chegou a escrever cartas a ele, mas nunca obtivera resposta. Agora, já crescida e temerosa do pai, ela está de casamento marcado com um misterioso conde, e certamente não terá mais a chance de encontrar Lenda e sua trupe, mas isso não a impede de escrever uma carta de despedida a ele. Dessa vez o convite para participar do Caraval finalmente chega à Scarlett. No entanto, aceitá-los está fora de cogitação, Scarlett não pretende desobedecer ao pai. Sendo assim, Donatella, com a ajuda de um misterioso marinheiro, sequestra e leva Scarlett para o espetáculo. Mas, assim que chegam, Donatella desaparece, e Scarlett precisa encontrá-la o mais rápido possível.
Classificação 4

 

Um livro com uma premissa interessante e entrega um conteúdo que vai lhe prender ao enredo. Caraval foi muito bem escrito apesar de sentir umas lacunas entre os momentos de aventura, como quando algo estar chegando no seu ápice, porém recebe um balde de água fria... mas calma gente, até as águas frias do livro são encantadoras...

Toda a trama começa com Scarlett e a sua coadjuvante e irmã, a Donatella. As irmãs perderam a mãe quando ainda eram pequenas e vivem com o pai opressor e bastante violento que também é o Governador Dragna. 

A história se desenvolve a partir do sonho de Scarlett em conhecer Lenda, que é o Mestre do Caraval, ela envia várias cartas todos os anos para que Lenda pudesse realizar seu sonho, mas nunca obteve resposta... até certo dia, em que consegue os ingressos para o grande show.

Nascido para Matar

O longa-metragem de 116 minutos de duração foi lançado em 1987 é dirigido por Stanley Kubrick, que após um intervalo de sete anos voltaria a ver um dos seus filmes nos cinemas. Penúltimo filme da carreira do consagrado diretor, “Nascido para Matar” é fruto de um olhar singular do Kubrick sobre a polêmica Guerra do Vietnã.
Nota: 4,5/5

Uma noite inesquecível - Lisa Kleypas

O Natal está se aproximando e Rafe Bowman acaba de chegar a Londres para uma união arranjada com Natalie Blandford. Com sua beleza estonteante e o físico imponente, ele tem certeza de que a linda aristocrata logo cairá a seus pés.
No entanto, seus terríveis modos americanos e sua péssima reputação de farrista deixam Hannah, a prima da moça, chocada. Determinada a proteger Natalie, ela vai tornar a tarefa de cortejar a jovem muito mais difícil do que Rafe esperava.
Hannah, porém, logo começa a se importar mais do que gostaria com o rude pretendente da prima. Rafe, por sua vez, passa a apreciar um pouco demais a companhia de Hannah, uma mulher forte e pragmática com um coração doce e gentil. E quando Daisy, Lillian, Annabelle e Evie, quatro amigas inseparáveis que já conseguiram encontrar o homem de seus sonhos, decidem agir como cupidos, quem sabe o que pode acontecer?
Uma noite inesquecível é uma viagem mágica pela Londres vitoriana, com os diálogos espirituosos e personagens memoráveis que consagraram Lisa Kleypas como uma das autoras de romances de época mais aclamadas pelo público. Nesta continuação da série As Quatro Estações do Amor, os mais cínicos se tornam românticos e até os mais tímidos suspiram, arrebatados de paixão.
LANÇAMENTO: 03/07/2017 
TÍTULO ORIGINAL: A WALLFLOWER CHRISTMAS 
NÚMERO DE PÁGINAS: 144 
autor: Lisa Kleypas

Classificação: 

A série "As quatro estações do amor" facilmente se tornou uma das minhas favoritas da vida, eles possuem tudo que eu gosto em um livro de época, mocinhas fortes, corajosas, espirituosas, mocinhos gentis e apaixonantes... tudo isso com Londres vitoriana de cenário e uma forte amizade ligando um livro ao outro...

Por isso tem sido difícil desapegar dessa série, a cada novo livro, sinto vontade de reler a série toda... sem dúvida é uma série que vou reler muito ao longo dos anos... e por fiquei super feliz com esse lançamento, esse quarto livro é considerado um conto pela autora, vemos as quatro amigas já bem casadas, todas felizes nos seus casamentos e até mesmo tendo seus primeiros problemas conjugais... é como um grande epílogo para a série toda, mas com um belo romance como tema principal...

O personagem da vez é Rafe, irmão mais velho de Lilian e Daisy, ele vai com os pais para Londres em busca de uma noiva nobre... se você já leu algum livro dessa série, já deve saber quem são os Bowman, eles são ricos, americanos e comerciantes... o que é algo bastante ofensivo para muitos nobres ingleses, mas quando se tem um Lorde Westcliff (personagem do livro Era uma vez no outono) como cunhado, algumas portas se abrem mais facilmente... portanto a noiva já foi escolhida...

Natalie é a noiva inglesa perfeita, mas quem chama a atenção de Rafe desde o primeiro momento foi sua acompanhante, uma prima pobre que foi acolhida pela família... Hannah logo fica assustada com os modos rudes de Rafe, e luta o tempo todo pela atração que sente pelo pretendente da prima...

O livro é bem curtinho, o que é uma pena porque dá vontade de ler sem parar... logo o romance se desenvolve de forma bem rápida e no final ainda dá uma mega aflição porque mesmo quando Rafe se percebe apaixonado, paira sobre sua cabeça a ameaça do seu pai de deserdá-lo caso ele não se case com a garota escolhida...

A leitura é deliciosa, rápida e fluída como todos os livros anteriores da autora, mas nesse caso acho bem legal ler a série toda na ordem correta, não que isso te atrapalhará de entender algo, mas é que tudo ficará bem mais gostoso e divertido...

Se já leram não deixem de comentar e me contar como foi a leitura pra você...